GOVERNO DO ESTADO DO MA

ALEMA/MA

segunda-feira, 15 de maio de 2017
Em 120 dias, São Luís, a Jamaica Brasileira, abrigará o segundo Museu do Reggae do mundo. Em noite de muita festa da massa regueira em reverência ao Dia Nacional do Reggae e ao ídolo Bob Marley, o governador Flávio Dino assinou, na sexta-feira (12), ordem de serviço para a implantação do espaço que vai abrigar a história do estilo musical símbolo do Maranhão. Na ocasião, o Governo do Estado também anunciou o lançamento do edital do reggae, projeto que movimentará a Praça da Criança todas as quintas-feiras de agosto a dezembro com muito som de bandas e djs da cidade.

A noite foi embalada pelos maiores ícones do reggae maranhense e movimentou o Centro Histórico com muita música e diversão. O governador Flávio Dino definiu o reggae como um movimento cultural que tem conteúdo, e “é por isso que a gente está construindo um espaço vivo de preservação dessa cultura. O Museu do Reggae já é uma realidade. A primeira peça é a radiola do serralheiro”.

Para o governador, o Museu tem que ser vivo, e “é por isso que essa praça vai ter reggae pago, financiado, custeado pela nossa política cultural, inclusive para dar oportunidade para as pessoas que trabalham com reggae poder ter a subsistência e o incentivo da sua arte”.

O secretário de Cultura e Turismo, Diego Galdino, disse que o momento é um marco histórico no Maranhão. “Estamos realizando um sonho. O povo maranhense tem o privilégio de ter o segundo Museu do Reggae do mundo. Hoje só se encontra Museu do Reggae na Jamaica. O sonho está se tornando realidade”, ressaltou.

Ele explicou ainda que o Maranhão é o primeiro estado do Brasil a abrir um edital voltado especificamente para o reggae. “Nós teremos reggae todas as quintas-feiras nesta praça, de agosto a dezembro. Isso é fruto de um trabalho que vem dando todo o suporte que a cultura do Maranhão precisa”, realçou Galdino.

Escolhido para ser diretor e curador do Museu do Reggae, Ademar Danilo, um dos expoentes do estilo musical no Maranhão, disse que essa iniciativa é a realização de um sonho antigo de velhos regueiros que “vira realidade graças a sensibilidade do governador Flávio Dino, do secretário Diego Galdino e com o apoio de todo mundo que acredita que o reggae é o que ele é, um elemento cultural consolidado da nossa terra, daqui do Maranhão”.

Ademar Danilo explicou que o reggae chegou ao Maranhão há quase 50 anos, se incorporou na vida da sociedade e influencia a todos, na maneira de ser, de falar, de vestir e de dançar. “O reggae é uma música que não é uma música qualquer. Ele se presta a ser veículo, transportador de mensagens de paz e de luta de igualdade, contra o racismo, contra os preconceitos e as discriminações. Essa é a nossa música favorita. E ela é uma música combativa, que tem mensagem, essa música é a música que vai ser homenageada pelo Governo do Estado nesse museu”, enfatizou.

O Museu do Reggae será localizado na Rua da Estrela, nº124, Centro, em São Luís. O espaço, além de homenagear o estilo musical típico da cultura maranhense, será um grande vetor de desenvolvimento do turismo na capital. É o que acredita o publicitário Luiz Henrique, que acompanhou a noite de festa e de reverência a Bob Marley. “Esse museu será um marco para o turismo maranhense. Excelente iniciativa”, afirmou.

0 comentários:

Postar um comentário

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Cidadão limpeza

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista