Assembleia Legislativa do Maranhão

quinta-feira, 29 de junho de 2017
A Feirinha São Luís chegou para ficar. Realizada pela Prefeitura por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), terá sua quarta edição nesse domingo (2), entre 7h e 15h, na Praça Benedito Leite, Centro. Funcionando como vitrine para os produtos agrícolas cultivados na Ilha de São Luís, o espaço contempla também artesanato, artes plásticas, gastronomia, literatura e apresentações culturais.

O titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues, fala com alegria da consolidação do projeto. "A Feirinha é o mais novo ponto de encontro da família, amigos e dos turistas em São Luís aos fins de semana. Consolidamos a reocupação do Centro Histórico aos domingos, beneficiando nossos agricultores, aumentando o escoamento da produção, assim como os artesãos, artistas e culinaristas locais que têm também a oportunidade de apresentar e vender o melhor da cultura e da gastronomia maranhenses", destaca Ivaldo.

Clerisce Correia Araújo, moradora do Centro Histórico há 3 anos, levou a família toda para a praça Benedito Leite, e aproveitou pra fazer um piquenique no gramado no último domingo (25). "Estou achando ótimo, está bastante seguro e tem tudo o que a gente precisa, bebida, lanches, brincadeiras. Essa opção de entretenimento é ótima principalmente pra quem não gosta de sair à noite. Pretendo voltar todo domingo e trazer ainda mais familiares", disse Clerisce.



CULTURA

Durante a Feirinha, as atrações culturais se revezam, ditando a animação dos presentes e, ao mesmo tempo, divulgando as manifestações locais. Nesta edição, as apresentações começam às 8h, com a Banda da Feirinha; na sequência, às 9h, o cacuriá Fé em Deus; 10h entra a Banda do 24 BIL; já às 11h, o sotaque de orquestra do Boi Lendas e Magias; às 12h, o grupo Lamparina dita a festa, que segue às 13h com o som das matracas e pandeiros do Boi de Miritiua. Às 14h, a Quadrilha Flor da Amizade fecha as apresentações.

O empresário do Rio Grande do Norte, Walfredo Dantas, mora em São Luís há 28 anos e acredita que essa é uma bela iniciativa. "Poder proporcionar esse encontro e convivência de pessoas nesse espaço maravilhoso aos domingos pela manhã é muito importante, eu já aproveitei pra comprar fava verde e fazer um prato com quiabo".

GASTRONOMIA
Na Barraca do Chef, que dá espaço a nomes reconhecidos da culinária maranhense, como chef Dantas, Luciano Rosa e Cila Brandão, que apresentaram ao público pratos diferenciados, tradicionais e novidades. Nessa edição, quem comanda a barraca nesse domingo (2) é a cozinheira Juja, do Restaurante Casa da Juja.

Presente em todas as edições do evento, a bibliotecária Alessandra Gomes Aguiar, já é freguesa da feirinha e explica o que motiva sua volta a cada domingo. "Poder valorizar nossa cultura regional é muito interessante, além de consumir produtos de confiança da nossa zona rural e da gastronomia local, me faz querer sempre estar de volta todos os domingos e convidar mais pessoas para também prestigiarem esse projeto", informou Alessandra.

São Luís tem uma grande quantidade de agropolos e comunidades produtivas, gerando vasta variedade frutífera, além de hortaliças leguminosas, folhagens e verduras, cultivadas de forma agroecológica, ou seja, sem o uso de fertilizantes que agridem o solo, água e meio ambiente. As produções são de pequeno porte e geralmente realizadas por famílias da zona rural.

Cleide Santos, produtora agrícola de Itapera de Maracanã, cultiva, de acordo com a temporada, produtos como maxixe, quiabo, milho, macaxeira, feijão, pepino, tomate e vagem. "A experiência de trabalhar aqui na feirinha está sendo boa, pois está sendo bastante divulgada, e gera mais uma oportunidade de vender nossos produtos", explica a produtora.

O evento auxilia na exposição e comercialização de produtos e subprodutos da agricultura familiar, como frutas, legumes, verduras, hortaliças, doces, compotas, queijos e comidas típicas do estado. Participam da feirinha 11 polos que comercializam produtos diversos a preços competitivos distribuídos em 61 barracas, sendo 25 para produtores rurais, 25 para artesanato e 11 para gastronomia.

A iniciativa reúne órgãos municipais, Banco do Nordeste, Governo do Estado, Supermercados Mateus, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Citelum e Associação Comercial do Maranhão (ACM). Apoiam ainda o evento, o Senac, a Academia Maranhense de Letras, e a Arquidiocese de São Luís.

Fonte: Prefeitura de São Luís 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista