Assembleia Legislativa do Maranhão

sábado, 23 de setembro de 2017
Cidade pacata e simples, Mirador fica a 420 km da capital maranhense. Com a evolução da Balaiada o lugar foi totalmente destruído pelos revoltosos, obrigando seus moradores a criar outro núcleo habitacional, às margens do Itapecuru.

Segundo a tradição, o novo povoado recebeu a denominação que hoje conserva pelo fato de nele ter vivido um comerciante que, sendo muito míope e precisando trazer moedas bem perto dos olhos para conferir seu exato valor, foi apelidado de “mirador”.

Na cidade, encontra-se o Parque Estadual do Mirador, com uma área de aproximadamente 438 mil hectares, sendo a maior unidade de conservação do Maranhão e a segundo maior parque do cerrado brasileiro.

Parque
Criado pela lei Estadual nº 7.641, de 04 de junho de 1980, no município de Mirador, entre as nascentes dos rios Alpecartas e Itapecuru, região centro meridional do Maranhão. Destacam-se na sua vegetação, árvores de pequeno porte, retorcidas e de casca grossa, entre elas as mais importantes: o pauterra, o pequi, a lobeira e, ainda, o bacuri e o murici (frutíferas), sucupira e jabota (medicinais), além da ocorrência do ipê (roxo e amarelo). A mata ciliar é constituída principalmente por palmeiras de buriti.

Devido à sua rica biodiversidade o Parque é hoje uma importante área utilizada por pesquisadores de universidades maranhenses e de outros estados. Uma das plantas com grande incidência na unidade é a fava-danta, de onde é extraída pilocarpina, componente de alto poder regenerativo utilizado pela indústria farmacêutica.

No interior do Parque está localizada a Serra do Itapecuru, com 660 metros de altitude, que funciona como divisor de águas dos rios Alpercatas e Itapecuru. A cobertura vegetal da unidade é constituída principalmente por cerrado, cerradão, matas ciliares e de galeria.

A fauna é rica, abrigando espécies ameaçadas de extinção, como a onça preta, lobo guará, uruburei, tatu-canastra e cachorro-do-mato-vinagre. Entre as aves,  jacutigas, siriemas, papagaios, periquitos, perdizes, gatos-maracajás, entre outras. Já, da família dos répteis destacam-se a sucuri, o jacaré e a cascavel.

A preservação do parque é vital, para a proteção das nascentes do Rio Itapecuru, principal manancial
para o abastecimento da água de muitas cidades, inclusive da capital São Luís.

Por Paula Lima, Jornal Cazumbá - edição 69: Janeiro/2010

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista