CAMPANHA: REVIVA

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018
A Prefeitura de São Luís iniciou, nesta quinta-feira (4), as obras de adequação do espaço contíguo ao Liceu Maranhense, para onde serão remanejados, provisoriamente, os vendedores ambulantes das praças Deodoro e Pantheon e avenidas Silva Maia e Gomes de Castro. A ação visa desocupar toda área do Complexo Deodoro, que está passando por obras de requalificação urbanística, executadas pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em parceria com a Prefeitura de São Luís, por meio do programa federal PAC Cidades Históricas.

Segundo o secretário municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), Mádison Leonardo Andrade, o espaço para receber temporariamente os comerciantes foi escolhido em comum acordo com os vendedores ambulantes cadastrados na área. "O prefeito Edivaldo determinou que a remoção fosse feita de forma que comprometesse o mínimo possível o trabalho dos ambulantes e que eles tivessem um espaço adequado para realizar seu trabalho. E esse espaço foi considerado o melhor local, porque fica próximo ao setor onde estavam e também com movimentação de pessoas", observou o secretário destacando que a obra de requalificação do Complexo Deodoro é necessária e importante para a cidade.

Para definir o espaço em comum acordo com os ambulantes, foram realizadas diversas reuniões e rodas de conversas com representantes da categoria. As conversações foram coordenadas pela Blitz Urbana, órgão ligado à Semurh . "Foi tudo democraticamente planejado e acordado com os profissionais envolvidos no processo de remoção para a área", frisou o diretor geral da Blitz Urbana, Joaquim Azambuja.

As obras do projeto de adequação do espaço - localizado na lateral do Liceu Maranhense, onde funcionavam antigas paradas de ônibus - estão sendo executadas pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp). Os serviços no local contemplam a demolição total do piso atual para a colocação de novo revestimento e o nivelamento da área para uniformização do piso. Serão colocados, ainda, nova iluminação e banheiros químicos.

"O prefeito Edivaldo determinou que a remoção fosse feita de forma que comprometesse o mínimo possível o trabalho dos ambulantes e que eles tivessem um espaço adequado para realizar seu trabalho, entendendo que essa é uma obra importante e necessária para a cidade"

Mádison Leonardo Andrade

secretário municipal de Urbanismo e Habitação

Conforme o projeto de adequação, o espaço comporta 357 barracas pequenas e duas grandes. Estão cadastrados para o remanejamento cerca de 300 vendedores ambulantes instalados em áreas do Complexo Deodoro, inclusive os que ocupam as alamedas Gomes de Castro e Silva Maia. Após o remanejamento, serão intensificadas as obras nas áreas desocupadas.

O vendedor ambulante Ítalo Nunes, que tem uma barraca de lanches na Praça Deodoro, é um dos que serão levados para o espaço. "O local fica mais próximo do movimento da Deodoro. Logicamente que não é melhor do que a área em que estamos, mas é provisório e não vamos parar com nosso trabalho, o que é mais importante", ponderou o ambulante.

REQUALIFICAÇÃO DA DEODORO

Executado pelo Iphan em parceria com a Prefeitura de São Luís, o projeto de requalificação urbanística do Complexo Deodoro vai promover a reestruturação total da área. É considerada fundamental para a vida da cidade e da população, por sua importância histórica e seu valor para o centro comercial local.

A requalificação da área é uma obra complexa que requer grande intervenção urbana para que seja executada. Nesse processo, a Prefeitura de São Luís tem papel fundamental, cabendo ao município o apoio logístico, o reordenamento do comércio informal e todos os demais processos à viabilidade e execução da obra.

O projeto de Requalificação Urbanística no complexo Deodoro contempla também a realização de obras de drenagem e de tratamento sanitário, colocação de novos calçamentos, mobiliários e iluminação; fiação subterrânea, dutos de passagem de fibra ótica, banheiros públicos, sinalização, acessibilidade total, entre outros serviços.

ENTENDENDO O CASO

Em reunião entre Iphan, Prefeitura e ambulantes ficou decidido que enquanto durarem as obras do projeto de requalificação urbanística do Complexo Deodoro, os comerciantes ficarão instalados na lateral do Liceu Maranhense, onde funcionavam antigas paradas de ônibus.

Para instalar os comerciantes, a Prefeitura está adequando o espaço com serviços que contemplam nivelamento e colocação de novo piso, nova iluminação e banheiros químicos.

O espaço comporta 357 barracas pequenas e duas grandes. Estão cadastrados para o remanejamento cerca de 300 vendedores ambulantes.

O projeto é executado pelo Iphan em parceria com a Prefeitura de São Luís. Cabe ao poder público municipal o apoio logístico, reordenamento do comércio informal e todos os demais processos para dar viabilidade à obra.

0 comentários:

Postar um comentário

MARENCANTO

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Yes

Colégio Batista

Colégio Batista

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Posseidon Hotel Ltda