CAMPANHA: IPTU 2018

terça-feira, 10 de abril de 2018


Considerada a “princesinha do alto sertão maranhense”, banhada pelas águas mornas dos rios Itapecuru e Alpercatas, com uma mata de cocais e floresta típica da pré-Amazônia maranhense, Colinas é uma cidade pequena, que quer ser grande sem perder o encanto do interior do Maranhão. Encravada no meio de um grande vale, sua topologia alterna entre íngreme e o plano. Tem uma vista agradável, proporcionando um pôr-do-sol mais bonito do Estado aos visitantes que ali chegam, podendo ser no futuro bem próximo destino turístico e cultural do estado.

História de Colinas:
O que antes era um porto estratégico para o desenvolvimento da região de Pastos Bons, na antiga Província do Maranhão, transformou-se em alvo da Guerra da Balaiada e da Coluna Prestes, ao longo do tempo, tendo ainda das suas terras cobiçadas de personalidades influentes na politica, literatura, cultura maranhense e nacional, entre eles: José Manoel Macedo, Ladislau Dias Carneiro, José Osano Brandão, Macedo Costa, Bento Moreira Lima, entres outros.

Origem do nome Colinas:
O primeiro nome de Colinas foi: Fazenda Grande, Distrito de Consolação, nome dado em homenagem à Nossa Senhora da Consolação - padroeira do lugar – que, mais tarde, passou a ser Vila de Picos, devido às suas elevações. A partir do dia 10 de Abril de 1891, a Vila de Picos foi elevada à categoria de cidade, sendo constituída legalmente. Sob o decreto- lei n. 331de 02 de fevereiro de 1943, o município passou a ser chamado de Colinas. Devido à sua localização geográfica, e hoje é um dos polos comerciais da região, por ser ponto estratégico nas rotas São Luís, Balsas, Imperatriz, Floriano e Caxias, por onde passam caminhoneiros com destino a todo o país.

Localização:
Localizada a 450 km de São Luís, capital maranhense, o acesso se dá pela BR 135 até o município de Alto Alegre, no Km 200, pegando a BR 316, até Peritoró entrando à direita novamente, pela BR 135, que vai para Dom Pedro, Presidente Dutra, passando por São Domingos até Colinas. A viagem ao município, é caracterizada pelas suas matas densas, com árvores frutíferas, flores, pássaros, animais exóticos e uma paisagem exuberante, com muita curvas e trechos alternados por pistas ruins, exibindo muita atenção dos motoristas.

Infraestrutura:
A cidade de Colinas dispõe de uma infraestrutura para receber visitantes de tanto primária. A rede de hospedagem é constituída de pequenas pousadas, bares, restaurante que servem as iguarias da região, com uma variedade para todos os gotos e paladares, destacando-se o peixe da região.


Atividade Econômica:
Com uma população estimada de 40 mil habitantes, sendo 45% na sede e o restante na zona rural, sua extensão é de 2034 km². O município vive basicamente do comercio, um dos mais fortes da região, e de uma economia de subsistência, com destaque à lavoura e à pecuária. Mas, também há uma tendência para o turismo religioso, econômico e rural, atraindo caravanas de visitantes das cidades vizinhas, nos fins de semana, movimentando a cidade, especialmente, no verão.

Festas e templo religiosos:
. A festa da padroeira de Colinas, Nossa Senhora da Consolação, comemorada em 8 de dezembro, é uma das mais bonitas do calendário religioso do município.
. A igreja de Nossa Senhora da Consolação é um convite a todos que ali chegam para um momento de reflexão.
. A estátua da padroeira da cidade, que fica no Alto da Consolação ou Serrinha, proporciona aos que ali chegam um bonito visual da cidade.

Clima:
O clima da região é úmido, devido à aproximação com o rio Itapecuru, com estações bem definidas, períodos de chuva e de estiagem, com uma temperatura que varia em torno dos 37° durante o dia. Já à noite, há uma temperatura agradável, podendo chegar até 27°.

Atrativos Naturais:
O encontro dos rios Alpercatas e Itapecuru é um espetáculos à parte, em uma propriedades de mata exuberante, com praia de água doce, bar, restaurante, chalés e área para camping, dentro do balneário colônia, que tem, como proprietários o simpático Sr. José Maria. Ainda há outros atrativos naturais à beira dos rios, formando praias simples e atrativas.

Atrativos culturais:
Colinas, assim como muitos municípios do Maranhão, têm sofrido com a influência da aculturação eletrônica e midiática vinda de outros Estados, esmagando as manifestações autenticas do lugar. O município tem um rico acervo cultural, com destaque as danças do: Lindô, Jaguará, tambor de Crioula, bumba-meu-boi, principalmente a tradicional vaquejada de Colinas, que acontece todos os anos, sempre no final de julho.

Pontos Altos:
Colinas é uma cidade centenária, possui uma historia cultural de destaque no cenário maranhense, com um povo alegre e hospitaleiro ao receber todos que ali chegam.
Pontos Baixos:
Mesmo com todos os atrativos culturais, naturais e paisagísticos, a cidade ainda precisa melhorar sua infraestrutura, por exemplo: a iluminação de suas ruas e praças, alguns locais precisam ser restaurados, entres outros aspectos. A cidade deveria construir centros de lazer, esportes, turismo e cultura para que a comunidade e os visitantes possam apreciar em momento de descontração e lazer.

Passeios e lugares que devem ser visitados:
. Balneário Colônia;
. Praia do Bambu;
. Praia do Cambirimba;
. Náutico Esportivo;
. Beira Rio Point, da galera deslocada, que se encontram todas as noites para um bom papo e deslocar aquela paquera;
. Piquet, distante 3 km da cidade, local onde se deu dos confrontos da guerra da Balaiada;
. Praça da alegria, de onde se pode apreciar um belo pôr-do-sol;


Texto e fotos publicados originalmente na edição do Jornal Cazumbá, edição de nº 17/ julho e agosto de 2005

0 comentários:

Postar um comentário

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Cidadão limpeza

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista