Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Uma diversificada programação artística e cultural distribuída em vários pontos da orla marítima e do Centro Histórico da cidade marcou o fim de semana em São Luís. As atrações fazem parte das ações de ocupação dos espaços públicos, promovida pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Sectur).

Com o projeto Pôr do Sol, no Forte de Santo Antônio, no Espigão Costeiro da Ponta d’Areia, o público compareceu e pôde contemplar, no sábado (12), o show musical do grupo de chorinho Tangará e de presente, um céu alaranjado durante os últimos minutos antes do sol se despedir.

O grupo Tangará presenteou o público com os baiões que fizeram sucesso na década de 70 no Maranhão e em parte do Brasil. “Estamos muito felizes em poder estar compartilhando desse momento com esse público maravilhoso e com esse cenário natural”, disse a flautista do Tangará, Suellen Almeida, durante o show.

A apresentação da banda resgatou e aguçou as memórias dos espectadores da festa. “Ouvindo essa música eu viajei ao  período em que os casarões, como o Laborarte,  eram um dos berços do fomento da cultura. Era uma época em quem os artistas maranhenses exaltavam a nossa cultura com a arte e a música. O chorinho é uma categoria de música que nos faz refletir”, comentou o administrador Paulo Serra, que participava da festa.

O grupo Tangará é formado por seis jovens músicos que levam repertório especial de compositores maranhenses como ‘Ponteira’, de Sérgio Habibe; ‘Chorinho da Beatriz’, do professor Domingos Santos; e claro, não poderia faltar clássicos do chorinho como ‘Carinhoso’, de Pixinguinha.

Os shows de chorinho têm ocorrido todos  aos sábados e domingos, a partir das 17h, no Espigão.” A ideia é fazer com que exista essa integração entre os espaços, como o Forte de Santo Antônio e essa área externa do Espigão. O público visita o Forte e vai contemplar o pôr do sol em seguida, ou no efeito inverso. Essa variedade de atração tem movimentando mais este espaço público”, comenta a coordenadora do Forte de Santo Antônio, Andréa Torres.

Espaço cultural inaugurado em 2017, o Forte Santo Antônio guarda um pouco da história de São Luís e sua fundação. Marco histórico do período de resistência portuguesa às invasões estrangeiras, o Forte conta com três espaços de visitação: um memorial sobre a história do Forte, um museu de embarcações tradicionais e outro sobre imagem e som. Em outro ponto, ainda no sábado, na Praça da Lagoa da Jansen, as atrações foram direcionadas ao público infantil e cativou que presenciou o evento.

“Gosto muito da programação daqui, é diversificada, é divertida”, comentou Márcio Diniz, repórter fotográfico, pai de João Miguel que foi na Pracinha da Lagoa especialmente para ver os personagens do PJ Marks, inspirado no desenho que faz sucesso entre as crianças.

No domingo, a atração no Espigão Costeiro ficou por conta do grupo Cantinho do Choro que também reverenciou o pôr do sol. Na formação do grupo estão, Carlinhos Reis no violão, Vitor Monteiro na flauta, Vadico no pandeiro, Márcio Guimarães no cavaquinho e Ricardo no sax. Criado há seis anos, o grupo toca os chorinhos tradicionais e músicas maranhenses também.

Na sexta-feira (11), na Praça Nauro Machado, foi a vez do Mais Cultura e Turismo de férias. Lá a banda Bem dito Samba animou o público relembrando sucessos do samba nacional.” Muito bom poder levar aos maranhenses e turistas um pouco da nossa arte, da nossa raiz . Vibramos por projetos como este que desperta a valorização da nossa terra,” comentou o cantor da banda, Lucian Filho.

Além do grupo Bem Dito Samba, se apresentou na Nauro Machado, o cantor Azis Júnior, a cantora Patativa e o grupo Vamu de Samba.

Fonte: Sectur 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel