Assembleia Legislativa do Maranhão

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

O governo de Jair Bolsonaro, por meio do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, anunciou as 35 metas prioritárias dos primeiros 100 dias de administração. Dentre a centena de medidas, está a inclusão do Turismo.

O Ministério do Turismo, comandado por Marcelo Álvaro Antônio, terá a seguinte incumbência: “Instituir a Política Nacional de Gestão Turística do Patrimônio Mundial. Publicar instrução normativa que possibilita a implantação da gestão turística de áreas da União com potencial para o desenvolvimento.”

Já o Ministério da Infraestrutura investirá pesado na privatização de equipamentos e espaços. Uma das responsabilidades é a ampliação de investimentos na malha ferroviária e modernização e expansão da infraestrutura em 12 aeroportos – que não foram revelados. Ainda, serão leiloados dez terminais portuários para aumentar a capacidade de armazenar e movimentar graneis líquidos combustíveis.

Uma das medidas do Ministério de Relações Exteriores é a retirada do Brasil do padrão passaporte do Mercosul. Com isso, será retomado o brasão da República, com a intenção de "fortalecer a identidade nacional e o amor à pátria".

FALA DE BOLSONARO

O presidente Bolsonaro, que participa do Fórum Econômico Mundial em Davos (Suíça), disse em seu discurso que pretende investir pesado na segurança para atrair mais visitantes internacionais para o Brasil. O número de turistas estrangeiros está estacionado na casa dos 6,6 milhões.

A privatização de aeroportos será uma realidade em sua gestão. A Infraero será extinta em breve e dará lugar a uma nova estatal, a Nave, que será a controladora do tráfego aéreo.

Fonte: Panrotas 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel