Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

São João do Maranhão 2019
sexta-feira, 25 de janeiro de 2019
A maranhense Márcia Montenegro, autora dos livros "O valor de cada um" e "Pitoco", que foram trabalhados na escola em 2018, interagiu com os estudantes que puderam conhecer a autora mais de perto; ação faz parte da política educacional da gestão do prefeito Edivaldo


Com mensagens carregadas de sentimentos de amor, respeito e valorização do próximo, os estudantes da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Hortência Pinho, no bairro Coqueiro, na zona rural de São Luís, receberam, na quinta-feira (24), a visita da escritora maranhense Márcia Montenegro. Autora de "A Rosa Silvestre", romance lançado em 2017, na Bienal do Livro no Rio de Janeiro e que, em 2018, foi pré-selecionado para concorrer ao prêmio Machado de Assis, brindou as turmas do 1º ao 5º ano da unidade com a contação das histórias dos livros "O valor de cada um" e "Pitoco", de sua autoria. A ação de levar escritores para interagir com estudantes da rede municipal faz parte da política educacional da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

A contação de histórias com a presença da escritora Márcia Montenegro marca o encerramento do ano letivo na U.E.B. Hortência Pinho, bem como do Projeto de Literatura com a leitura de obras de autores maranhenses, cujas produções foram ainda mais destacadas em abril, mês do livro infantil.


"Eu poderia citar inúmeras iniciativas de estímulo à leitura que vêm sendo concretizadas ao longo da gestão do prefeito Edivaldo, e que estão contabilizando melhores indicadores para o município de São Luís. São iniciativas que muito nos orgulham, e que nos mostram o poder da educação levada a sério e feita com amor e planejamento", ressalta o titular da Secretaria Municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa. Ele destaca o programa Educar Mais, política de educação municipal estruturado nos pilares infraestrutura, informatização, melhoria da gestão, formação de educadores, educação ambiental, fortalecimento da leitura e escrita, entre outras. "Tudo isso se deve também ao comprometimento de professores, gestores e coordenadores da rede municipal", assinalou.

Moacir Feitosa observa a importância que o incentivo à leitura tem na vida dos estudantes, estimulando-os em novas descobertas. O secretário frisa ainda o papel dos programas Mais Educação e Novo Mais Educação, desenvolvidos pela Prefeitura de São Luís em dezenas de escolas da rede, promovendo, entre outras coisas, oficinas de leitura, matemática, música, dança, capoeira e teatro; o Projeto de Contação de Histórias da Coordenação do Livro Didático da Semed, que leva o mundo mágico das histórias infantis por meio do Carro Biblioteca; e o Projeto 'Transformando o A em Tagarelar' que reúne alunos com altas habilidades ou superdotação de escolas da rede, por meio do qual já foram lançadas duas coletâneas de histórias.


A coordenadora pedagógica da unidade, Priscila Trindade, explica que o livro "O valor de cada um", obra infanto-juvenil, foi trabalhado com os estudantes maiores, de 4º e 5º ano, e as demais séries do Fundamental Menor (1º, 2º e 3º) utilizaram a obra "Pitoco". A releitura das obras foi feita pelos estudantes por meio de produções textuais, desenhos e teatro. "A releitura das obras contribui para o aprimoramento da leitura e escrita, e trabalha também a questão da concentração, da disciplina, e outras relativas à convivência, como o respeito e o amor ao próximo", observa Priscila Trindade.

ESCRITORA


Márcia Montenegro é uma artista nata, que se descobriu escritora aos nove anos, quando fez os primeiros rascunhos de "O valor de cada um". Cresceu, formou-se, sendo pós-graduada em Direito e, hoje, além de assessora jurídica da Procuradoria-Geral de Justiça do Maranhão (PGJ/MA), divide o seu tempo com a música e a literatura. "O valor de cada um" (literatura infanto-juvenil), 'rabiscado' ainda aos nove anos, tomou forma e foi lançado em 2018, no ano seguinte ao lançamento do seu primeiro romance.

Para este ano, "Pitoco" já está pronto, e será lançado até junho. Este livro infantil tem coautoria da professora Priscila Trindade, coordenadora pedagógica da U.E.B. Hortência Pinho. E, para 2020, Márcia já prepara a obra "O menino, a flor, a pedra e o rio" - um conto para todas as idades.

A visita de Márcia Montenegro à escola já era aguardada há algum tempo, desde que os estudantes tiveram acesso às obras da escritora. "'O Valor de cada um', que este ano já começa a ser adotado em escolas públicas e particulares de São Luís, é "uma versão simples do valor de cada pessoa contada por meio dos números, mas com muita imaginação e uma sensibilidade ímpar. Já 'Pitoco', obra infantil feita em rimas, traz o contexto de um garoto que acha que sabe de tudo, e que por isso não precisa dos outros, mas que se vê perdido numa floresta, e que só consegue retornar pra casa com a ajuda de outras pessoas", pontua Márcia Montenegro.


A professora Vanessa Martins, do 1º ano, revela que os alunos ficaram bem mais participativos depois que conheceram a obra "Pitoco". Ela diz que por meio do livro foi possível trabalhar com os estudantes valores como cooperação, respeito e participação, além do estímulo ao aprendizado.

Maraísa Gaspar Costa, professora do 5º ano, reforça o papel que o projeto de literatura teve na vida dos estudantes da U.E.B. Hortência Pinho. "Houve um grande aprendizado, pois percebo que os estudantes hoje se sentem mais autônomos. Após a leitura dos textos do livro "O valor de cada um", os meus alunos fizeram a releitura por meio de várias encenações, numa espécie de teatro, que apresentaram para os estudantes menores", conta.

A importância do projeto e da presença da escritora maranhense à Unidade de Educação Básica Hortência Pinho mostra-se no rosto das crianças, que participaram ativamente do momento de contação de histórias, sendo protagonistas ao lado de Márcia Montenegro. "Achei muito legal conhecer a escritora pessoalmente. Aprendi um pouco mais sobre respeitar e ajudar as pessoas por meios da história dos números ('O valor de cada um')", destacou Luís Fernando Barros Diniz, 11 anos (5º ano).

A pequena Ana Luíza Silva, 6 anos, do 1º ano, disse que adora ouvir histórias e que foi muito bom o dia de hoje: "Gostei de tudo, das histórias e de estar com meus colegas".

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel