Prefeitura de São Luís

Assembleia Legislativa

sexta-feira, 6 de setembro de 2019
Apresentações seguem neste sábado (7) com show Terra de Adoração com padre Joãozinho e Fernadinho e no domingo (8), com Alcione, César Nascimento e Cia Barrica


As comemorações dos 407 anos de São Luís seguem na Praça Maria Aragão com uma programação de shows que continua neste sábado (7) com o show Terra de Adoração, que reúne grandes nomes da música católica, como padre Joãozinho, e gospel, a exemplo do cantor Fernandinho. No domingo (8), se apresentam Alcione, César Nascimento e Companhia Barrica. Organizada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, os eventos inciaram nesta quinta-feira (5) com o show de reggae Vibrações Positivas e na sexta (6) com a banda Mesa de Bar.

O já consagrado show Terra de Adoração, a ser realizado neste sábado (7), promete momentos de louvor e adoração com inicio às 16h. Na programação, shows católicos, tendo como atrações o padre Joãozinho, Leo Rabelo (Banda Dominus), Clay Viana e Diego Fernandes. Em seguida, por volta das 19h, será a vez do show gospel com apresentações de Fernandinho, Paulo César Baruk, Midian Lima, Maurício Paes, Pastor Célio e Lidia Carollini.

E no domingo, 8 de setembro, data do aniversário de São Luís, a população será agraciada com a voz marcante da cantora Alcione, ícone da MPB, encerrando a programação principal das festividades pelos 407 anos da capital maranhense. A noite terá ainda apresentações de artistas como César Nascimento e Companhia Barrica, que fará um mix de sucessos do Bicho Terra e Boizinho Barrica.

Nesta sexta (6) os shows foram voltados para os apreciadores do ritmo arrocha com o cantor Lucas Seabra e a da banda maranhense Mesa de Bar. O grupo, que tem agitado multidões por onde passa com seu repertório romântico, deve repetir o sucesso de público da última apresentação realizada no local, pelas festividades juninas.

REGGAE


Na quinta-feira (5) a Praça Maria Aragão recebeu uma legião de seguidores do reggae na data que se celebra o Dia Municipal do Regueiro. O gingado contagiante do reggae colocou o público para dançar e prestigiar as atrações, entre elas as bandas Tribo de Jah e Raiz Tribal, no show Vibrações Positivas, que reuniu diversos segmentos como a Banda Guetos, Filhos de Jah, os cantores Levi James e Luís Guerreiro, os grupos de dança GDAM, Sain't Louis, Garotinhos Beleza e Batan Passos, os DJs Girleno, Gustavo Roots, Ademar Danilo e Amorim Capital, as equipes de vinil Star Disco, Clube do Vinil e Reggae Night, além de artesanato, trancistas e moda reggae.

Pela animação do público, foi fácil entender porquê a cidade é considerada a capital brasileira do reggae, ritmo de origem jamaicana que há aproximadamente cinco décadas embala os ludovicenses. O secretário municipal de cultura, Marlon Botão destacou a parceria com os fazedores e apreciadores de reggae de São Luís. "Os shows e apresentações compõem a programação de comemoração do aniversário da cidade, promovida pela Prefeitura de São Luís, na gestão do prefeito Edivaldo. Esta parceria com a Comissão Integrada do Reggae e Turismo,que ajudou na realização deste show, já vem acontecendo ao longo dos anos de forma sistemática, buscando fortalecer a cadeia produtiva do reggae", disse.


Um dos grupos mais esperados da noite foi a Tribo de Jah. Com 30 anos história, a banda já se apresentou em vários lugares do mundo. Durante o show, eles fizeram uma homenagem a todos os regueiros, chamando ao palco a banda Guetos para encerrar com eles cantando seu maior sucesso, a música "Regueiros Guerreiros". A banda Raiz Tribal, que havia se apresentado antes, também fez participação especial no show da Tribo.

O vocalista da banda, Fauzi Beydoun, agradeceu o convite da Prefeitura de São Luís, em nome do prefeito Edivaldo, e falou da satisfação em tocar em São Luís. "Já rodamos por muitos continentes, mas tocar em São Luís é realmente muito especial. Queremos agradecer ao prefeito Edivaldo pelo convite e por valorizar os regueiros, esse reconhecimento para gente é muito importante".


O tecladista e vocalista da banda Raiz Tribal, Keké Enes falou sobre representar o Maranhão pelo Brasil afora através do reggae. "Tocar reggae dentro de casa é muito bom, é uma responsabilidade maior e mostra que Santo de Casa faz milagre sim, porque apesar de representar o reggae maranhense em outros lugares do país, nós vemos que não precisamos ir para fora para fazer sucesso, porque conseguimos fazer sucesso na nossa terra e ter o apoio hoje da atual gestão municipal é fundamental", ressaltou.


O ludovicense Urubatan Pinheiro Passos estava vestido as cores da Jamaica e se divertiu bastante ao som do seu ritmo favorito. "Venho todo ano comemorar essa data e dançar com as bandas locais, participo desde que iniciou e acompanho o trabalho da Comissão Integrada do Reggae e Turismo. O evento está muito bom", contou.

A data é celebrada no dia 5 de setembro, instituída pela Lei Nº 4.102 de outubro de 2002. "Esta é a 13ª edição do show Vibrações positivas para comemorar o Dia Municipal do Regueiro. É uma oportunidade de englobar todos os segmentos do reggae e encontrar no evento como uma celebração maior, festejar o nosso dia", explicou Fabinho de Jah, da Banda Filhos de Jah e membro da Comissão Integrada do Reggae e Turismo.


A Comissão Integrada do Reggae e Turismo (CIRT) é formada por 14 representantes dos vários segmentos da cadeia produtiva do movimento reggae. No dia 11 de maio o Brasil comemora o "Dia Nacional do Reggae". A criação da data foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff e publicada no diário da união, de acordo com a lei. A data é uma homenagem a Robert Nesta Marley (Bob Marley), considerado o grande difusor do ritmo pelo mundo, que faleceu em 11 de maio de 1981.

Informação: Agência São Luís 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel