Assembleia Legislativa

segunda-feira, 23 de setembro de 2019
Juntamente com o Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Maranhão, a Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB) encerrou, nesta sexta-feira (20), o II Seminário Literário Padre Antônio Vieira. O evento aconteceu no espaço Casa de Portugal, no Convento das Mercês, e reuniu pesquisadores, literatos, amantes da literatura e estudantes.

Durante os dois dias de evento, palestras, mostra de filme e performances artísticas da produtora Palco Centro de Arte animaram o público. O secretário de Estado da Cultura, Anderson Lindoso, agradeceu a presença de todos e a dedicação de quem contribui para a realização do seminário. “Agradeço, especialmente, a quem foi ao Convento das Mercês para prestigiar e aprender mais sobre a vida e obra de Padre Antonio Vieira e a quem promoveu, juntamente à Secretaria de Estado da Cultura (Secma), este momento: Governo do Estado, FMRB, Secretaria de Estado da Educação e Conselho da Comunidade Luso-Brasileira do Maranhão.

O presidente do Conselho da Comunidade Luso-Brasileira, Júlio Moreira Filho, reitera a importância de Vieira para a Literatura. “Ele foi um dos maiores escritores da língua portuguesa de todos os tempos e é preciso fomentar o interesse pela sua obra”, destacou.

Para o Prof. Sebastião Moreira Duarte, doutor em Literatura Latino-Americana e membro da Academia Maranhense de Letras, a obra de Vieira continua tão atual quanto quando foi escrita. “A obra que ele deixou é um monumento que orgulha a qualquer cultura do mundo. Tão grande a ponto de Fernando Pessoa chamá-lo de imperador da língua portuguesa. Sem ele, nós seríamos certamente mais pobres”, analisa o professor.

Além de autoridades do poder público e do Conselho Luso-Brasileiro, também participaram do Seminário estudantes da Escola Luís Pinho Rodrigues, Unidade Integrada Sousândrade e Liceu Maranhense.

Informação: Sectur 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel