Assembleia Legislativa

sexta-feira, 8 de novembro de 2019
Feira reuniu empresários, estudantes, industriais e sociedade em um só lugar para mostrar a diversidade da indústria maranhense, e discutir a indústria 4.0, economia criativa e infraestrutura


SÃO LUÍS – Um painel focado em infraestrutura para o desenvolvimento industrial do Maranhão, palestras sobre empreendedorismo feminino e um debate sobre as profissões do futuro marcaram o último dia da Expo Indústria Maranhão, feira realizada pelo Sistema FIEMA, de 6 a 8 de novembro, na capital, com correalização do Governo do Maranhão e do Sebrae-MA. A terceira edição da feira reuniu cerca de 15 mil pessoas, contou com 70 estandes, e mais de 170 empresários, gerando milhões em negócios.

Com a participação do presidente da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Edilson Baldez e do vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão, discutiu-se, no espaço Plenarium, a infraestrutura, um dos pilares da Expo, onde os painelistas Eduardo Caleia Jorge (VLI Logística), Romulo Florentino (Eneva), Romulo Huezo (GB Technical) e Ted Lago (Emap), e o vice-presidente da FIEMA, José de Ribamar Barbosa Belo, como moderador, abordaram os entraves para o desenvolvimento industrial do Maranhão.  


A programação do Plenarium também trouxe a concorrida palestra “Empreendedorismo Feminino na Era 4.0”, ministrado pela escritora, palestrante, professora, administradora, especialista em Marketing e em Negócios do Vestuário (SENAI/SC), e consultora do SEBRAE/PR, autora dos livros “iTrends: uma análise de tendências e mercados” e “Inovação 360º”, Marielle Riepinge. E quem encerrou a noite no espaço foi a jornalista, psicóloga e neurocoach, Priscilla de Sá, que abordou o tema “O Segredo das Empresárias de Alto Impacto”. Priscilla de Sá criou o primeiro programa brasileiro de coaching de carreira online para mulheres, o Pink Coaching, por meio do qual já atendeu mais de 300 mulheres.

SUCESSO TOTAL – Durante três dias, o Multicenter Negócios e Eventos foi sede da maior exposição multissetorial da indústria do Nordeste. A Expo Indústria Maranhão não se resumiu apenas a exposição das mais de 170 empresas, das micro às grandes, dos mais diversos setores, espalhadas em 70 estandes que puderam demonstrar ao público presente a força e o cenário atual da indústria maranhense. A feira também foi local de debate, de diálogo, de troca de informações. Um espaço democrático para que pessoas de todos os níveis, do estudante ao gestor industrial pudessem dialogar com base nos pilares da feira: Indústria Criativa, Indústria 4.0 e a Economia Digital e Infraestrutura: Logística e Energia.


“Inovação, novas tecnologias, uma nova maneira de fazer e de produzir, isso caracteriza a indústria 4.0. Ou seja, nós estamos mostrando na Expo Indústria que estamos no caminho certo, acompanhando o desenvolvimento que está chegando, e nós temos mesmo que chegar primeiro, para que outros não ocupem o nosso lugar”, enfatizou o presidente da FIEMA.

Profissionais experientes e de renome nacional e local, de diversas áreas, trocaram conhecimento e puderam, também, conhecer projetos inovadores de jovens do SENAI, além de ouvir sugestões de universitários maranhenses para solucionar problemas cotidianos das indústrias.

As rodadas de negócios e o encontro de oportunidades com uma trade internacional foram além-fronteiras e apresentaram ao empresário maranhense o potencial do tigre asiático Taiwan.


O SESI no estande institucional mostrou a Rede SESI de Educação e os serviços na área de Segurança e Saúde na Indústria. Também movimentou a Expo com a Arena Robótica, um espaço inflável com 90 metros quadrados onde os alunos das escolas competiram em desafios baseados na Olimpíada Brasileira de Robótica - OBR. Bastante visitada, a Arena recebeu também o vice-governador Carlos Brandão, que destacou o talento da juventude maranhense para a robótica. “Parabéns aos jovens, acho que vocês precisam explorar mesmo toda a criatividade e inteligência de vocês e continuem surpreendendo e mostrando seu talento, pois só o que faltava mesmo era oportunidade”.

O evento foi uma realização do Sistema FIEMA, formado pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Serviço Social da Indústria (SESI), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e Instituto Euvaldo Lodi (IEL). A feira conta com o patrocínio da Alumar, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, Caixa, Dom Bosco, Emap, Eneva, PDF, Suzano, UNDB, Vale e VLI.

Informação: Fiema 

0 comentários:

Postar um comentário

Fiema

Pousada do Buriti

Yes

Duvel