Assembleia Legislativa

terça-feira, 12 de novembro de 2019
A ideia do Sebrae dos dois estados é articular, junto aos entes representativos competentes, a integração dos dois territórios pela via do Turismo, para dinamizar a economia e os pequenos negócios dos municípios envolvidos. 


Já em terras tocantinas, parada para a primeira foto de um dos atrativos: o Morro da Catedral. 

Para os adeptos e apreciadores do turismo de aventura e do ecoturismo, um novo roteiro integrado está prestes a surgir no país. Já começaram, efetivamente, as articulações entre os estados do Maranhão e Tocantins para o mapeamento de uma trilha turística que unirá o Polo Chapada das Mesas e o Parque Estadual do Jalapão que, juntos, receberam no último ano mais de 110 mil visitantes. 

Dirigentes do Tocantins e Maranhão com o prefeito de Alto do Parnaíba, Rubens Sussumu.

Durante os quatro primeiros dias deste mês, foi realizada uma missão técnica do Maranhão ao Jalapão para analisar a viabilidade da nova roteirização, iniciando pelo estado vizinho. Organizada e coordenada pelos Sebrae do Maranhão e Tocantins, participaram da ação dirigentes da instituição, representantes do governo dos dois estados e da instância de governança do Polo Chapada das Mesas, além de empresários do trade dos territórios.

Expedição desbravou 960 Km de estradas de terra do Parque Estadual do Jalapão e das diversas Áreas de Proteção Ambiental do território. 

A expedição partiu da cidade maranhense de Balsas a caminho do município de Lizarda, no Tocantins.  Ao longo dos 960 Km percorridos até ao município de Ponte Alta, passando por São Félix e Mateiros, e contando com os acessos aos atrativos, os participantes se convenciam cada vez mais da possibilidade desta integração turística. 

O olhar técnico do grupo maranhense avaliou os atrativos do Parque Estadual do Jalapão que traz ainda no entorno inúmeras Áreas de Proteção Ambiental (APAs). Buritizais, lagoas, rios, cachoeiras e os irresistíveis fervedouros cercados por bananais, além dos chapadões e dunas de areia alaranjada, são os pontos de atenção de quem visita o território da aventura no Tocantins.      

Participação efetiva do Sebrae

A integração do grupo foi uma proposição inicial dos Sebrae quando pensaram na missão técnica Chapada das Mesas-Jalapão. “A ideia é  justamente fazer com que cada uma dessas instituições e entidades representativas possam participar do processo de estruturação deste roteiro integrado, contribuindo de maneira significativa com suas experiências na área do Turismo. Colocamos junto o poder público, empresários e a sociedade civil organizada dos territórios para pensarmos e discutirmos, de maneira coerente e exequível, esta nova rota turística brasileira que unirá dois biomas semelhantes, mas com algumas particularidades únicas”, destaca o diretor técnico do Sebrae Maranhão, Mauro Borralho de Andrade.    


Para o Sebrae, a integração pela via do Turismo trará desenvolvimento aos dois territórios, principalmente para os pequenos negócios. “A estruturação e posterior consolidação de um novo roteiro turístico, além de ampliar, diversificar e qualificar as rotas já existentes no país, propicia a inserção deste nos mercados nacional e internacional, estimulando a demanda de visitantes, atraindo novos turistas, alavancando a economia em ambas as regiões, fortalecendo os negócios já existentes e o fomento de novos. Em se tratando do Jalapão e Chapada das Mesas será um círculo virtuoso de desenvolvimento para os dois territórios”, acredita o diretor superintendente do Sebrae Tocantins, Moisés Gomes. 

Os integrantes da missão degustaram a culinária local em pontos que poderão ser paradas estratégicas do roteiro integrado. 

“São dois destinos fantásticos do nosso país e grandes indutores do turismo de aventura e ecoturismo. Porém, assim como em toda a construção, as bases devem ser bem firmes e sólidas. Temos muito a dialogar, alinhar, ajustar e contribuir de ambos os lados para que essa integração aconteça de maneira positiva, tenha sustentabilidade e ganhos para as comunidades dos dois territórios”, sinalizou a diretora técnica do Sebrae Tocantins, Eliana Castro. 

Em dezembro, será a vez dos tocantinenses visitarem o Maranhão numa missão técnica que analisará as potencialidades do Polo Chapada das Mesas, contando como participantes os dirigentes do Sebrae, representantes do governo e empresários do trade do Tocantins.  

Parceria com o poder público

Banho no fervedouro Bela Vista, no município de São Félix do Tocantins.

Diversificar a oferta turística é uma das principais premissas para um turismo sustentável. O roteiro integrado proposto, sem sombra de dúvidas, irá fortalecer o Turismo no Maranhão e Tocantins, o que foi muito bem pontuado pelos representantes do poder público que estiveram presentes na missão técnica ao Jalapão. 

A senadora Kátia Abreu (TO), que esteve com a expedição em São Félix, com gerentes do Sebrae de Balsas e Imperatriz e representantes do Governo do MA e Instância de Governança da Chapada das Mesas.

“Essa ação possibilitou identificarmos alguns pontos cruciais para a melhoria desse possível roteiro. Percebemos, logo de imediato, por exemplo, a necessidade de melhoria no acesso da MA 006, assim como da melhor estruturação dos equipamentos turísticos do Tocantins. Por se tratar de dois ambientes que são efetiva e potencialmente turísticos, a integração dos territórios só virá a fortalecer o Turismo no país, diversificando a oferta em ecoturismo e turismo de aventura, assim como irá contribuir, significativamente, para o desenvolvimento econômico dos municípios envolvidos”, destacou a assessora técnica de Regionalização da Secretaria de Turismo do Maranhão (Setur). 

Dunas de areia também integram a paisagem do parque Estadual do Jalapão.

“Reforço que a maior expectativa dessa ação do Sebrae dos dois estados será a possibilidade de planejarmos um novo produto turístico com a participação coletiva de parceiros que poderão contribuir com seus saberes e experiências. As missões proporcionam que os destinos sejam conhecidos, que os desafios e gargalos sejam identificados e o que pode ser feito para que os resultados sejam obtidos conforme o planejado”, aponta Kleiryanne Aguiar, gerente de produtos turísticos da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa do Tocantins.   

Atrativo imponente: a Cachoeira da Velha, visitada pelo grupo na saída de Mateiros para Ponte Alta do Tocantins.

O prefeito de Alto Parnaíba, Rubens Sussumu, que participou de parte da missão ao Jalapão reforçou a importância do Turismo como vetor significativo de desenvolvimento territorial. “Chapada das Mesas-Jalapão é um roteiro que, certamente, deterá nossa parceria, porque acreditamos na força transformadora que o Turismo traz aos territórios. O desafio para o poder público dos municípios envolvidos é o trabalho em conjunto, viabilizando as melhorias, principalmente as de infraestrutura, para que esse projeto se concretize”, destacou o prefeito de Alto do Parnaíba, Rubens Sussumu.      

Articulação de sete anos  

Banho na Cachoeira do Formiga, um dos cartões postais do Jalapão.

Um roteiro integrado entre os dois territórios foi proposto pelos Sebrae Maranhão e Tocantins há cerca de sete anos, quando a governança da Chapada das Mesas havia sido estabelecida. “Tínhamos a experiência de sucesso e a expertise adquirida na estruturação da Rota das Emoções e pensamos em integrar, também, esses dois territórios do cerrado brasileiro”, relembra o diretor técnico do Sebrae Maranhão, Mauro Borralho de Andrade, relatando que, no entanto, as estratégias institucionais daquele tempo seguiram para um outro horizonte e o Sebrae Nacional decidiu adiar o projeto. 

Hoje, com um novo cenário, os Sebrae dos dois estados e os parceiros acreditam na concretização do antigo projeto, obviamente remodelado, para unir os 12 municípios maranhenses que compõem o Polo Turístico Chapada das Mesas no Maranhão com o território do Parque Estadual do Jalapão no Tocantins e as Áreas de Proteção Ambiental do entorno.   

Dunas de areia também integram a paisagem do parque Estadual do Jalapão.

Para a presidente da Instância de Governança do Polo Chapada das Mesas, Joilene Assunção, técnica ao Jalapão, o sonho postergado há sete anos está em vias de ser realizado.  “Voltamos dessa missão cheios de conhecimentos e novas ideias na bagagem que, certamente, irão contribuir para que pensemos, juntos, a integração desses dois destinos, unindo forças para estruturarmos um roteiro que será sucesso e fortalecerá o trade dos dois territórios”, destaca a presidente. 

Finalização da missão no município de Ponte Alta.  

O Polo Turístico Chapada das Mesas inicia em Itinga do Maranhão, passando por Açailândia, Imperatriz, Campestre, Estreito, Carolina, Riachão, Fortaleza dos Nogueiras, Formosa da Serra Negra, Balsas, Tasso Fragoso e Alto Parnaíba.  

Informações: Assessoria de Imprensa do Sebrae no Maranhão
Fotos / Luciene Machado/ Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário

Fiema

Pousada do Buriti

Yes

Duvel