Mais Obras

sexta-feira, 7 de outubro de 2016
Equipe da Superintendência de Biodiversidade e Áreas Protegidas da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) visitou, no último dia 03 de outubro, o Projeto Aribual: Ecoturismo e Preservação das Tartarugas Verdes, na Praia do Aribual, povoado Juçatuba, no município de São José de Ribamar. A ação conta com a participação da comunidade local e turistas, ressaltando a necessidade de proteger a natureza.

O projeto foi implantado pela Turismóloga Isabel Feitosa, em 2008, sendo fruto da sua monografia. Na ocasião, ela convocou os moradores da área, desenvolvendo um trabalho de conscientização entre jovens e crianças. “A ideia desde o início foi implantar o ecoturismo com sustentabilidade na modalidade de turismo de observação da desova das tartarugas verdes, evitando que a espécie desapareça, para que as gerações futuras tenham a oportunidade de conhecer in loco a espécie estudada, e contribuir para a conservação dos processos biológicos no Maranhão”, explicou Isabel.

A Turismóloga convidou a Sema para conhecer o projeto e mostrar a sua preocupação com a espécie. “A desova das tartarugas verdes ocorrem no período de janeiro a fevereiro. Todos os ninhos encontrados são marcados discretamente para evitar os curiosos, para que não provoquem alterações no ambiente antes da desova. Antes deste projeto os ovos eram predados por animais existentes na área e pelos próprios moradores da região. Mas, é cada vez menor o número de tartarugas que vem desovar nessa região, devido as construções irregulares. Estamos pedindo socorro”, destacou ela emocionada.

Para a Superintendente de Biodiversidade e Áreas protegidas da Sema, Janaina Dantas, preservar as praias é uma prioridade e responsabilidade de todos, para que as espécies marinhas não desapareçam. “A Sema constatou o que está acontecendo e iniciaremos na implantação de programas permanentes de sensibilização e educação ambiental com moradores, proprietários de bares, pescadores e turistas usuários da Praia de Aribual, sobre a importância da colaboração de todos para que as tartarugas possam dar continuidade ao seu ciclo de vida”, realçou a superintendente. 

A desova ocorre na APA de Upaon-Açú, Miritiba e Alto Preguiças, que se localiza em parte do Golfão Maranhense e Litoral Oriental. Sendo uma Unidade de Conservação Estadual, a gestão é da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais. A referida APA é dotada de atributos abióticos, bióticos, estéticos ou culturais especialmente importantes para a qualidade de vida e o bem-estar das populações humanas, e tem como objetivos básicos proteger a diversidade biológica, disciplinar o processo de ocupação e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais.

“As tartarugas marinhas que hoje se reproduzem no Maranhão precisam vencer perigos, e por isso esses animais ainda ameaçados de extinção precisam do apoio da Sema e de toda a sociedade. Redes de pesca, anzóis, poluição, além das ocupações irregulares das praias, são seus principais inimigos.

Precisamos realizar operações conjuntas com a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) e outras instituições interessadas para protegermos os locais de desovas das tartarugas no Maranhão”, ressaltou o Secretário de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais, Marcelo Coelho.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Feirinha São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista