Mais Obras

segunda-feira, 5 de junho de 2017
A partir desta quinta-feira (01), os passageiros brasileiros passam a lidar com a famosa e polêmica cobrança de bagagem despachadas em voos nacionais. A nova regra, que foi autorizada pela Anac em dezembro e que deveria entrar em vigor no último dia 14 de março, tende a mudar radicalmente a cultura dos viajantes com relação às suas malas. Liberada pela Justiça há mais de um mês, a Azul será a responsável por este “pontapé inicial” na política de cobrança por bagagens despachadas, que acontece, inicialmente, em 14 rotas da companhia. A intenção é implementar as novas regras para todos os voos de forma gradativa ao longo dos próximos meses.


Como já divulgado pelo M&E, agora as passagens da Azul estarão classificadas em duas categorias: a “Azul” e a “MaisAzul”. Ao optar pela categoria Azul, o cliente pagará mais barato pela passagem e poderá escolher pela compra ou não do serviço de bagagem despachada. Nessa modalidade, se o cliente mudar de ideia, poderá incluir os 23 kg de bagagem, a qualquer momento, por apenas R$ 30. Caso a cota de 23 kg seja ultrapassada, será mantida a atual cobrança por quilo excedente. Nessa modalidade, tem acúmulo integral de pontos pelo programa TudoAzul. Em caso de excesso de peso nos voos nacionais, a Azul manterá a política atual de cobrar por quilo.




0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Yes

Posseidon Hotel Ltda

Feirinha São Luís

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista