GOVERNO DO ESTADO DO MA

Assembleia Legislativa do Maranhão

quarta-feira, 24 de maio de 2017
A 11ª edição da Mostra de Cinema e Direitos Humanos está visitando comunidades do interior do Maranhão, em programação itinerante com apoio do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop). Nesta sexta-feira (26), os moradores do município de Codó receberão dois filmes que abordam o tema do direito das mulheres. As sessões gratuitas acontecerão no auditório da Universidade Federal do Maranhão (Campus - Codó), e, logo após, será realizado um debate com o público.

Para a supervisora de educação em Direitos Humanos da Sedihpop, Ivana Braga, a itinerância tem o objetivo de promover uma experiência sensível de reflexão sobre a realidade social das comunidades. “Os filmes vão sensibilizando o público ao apresentar histórias com temáticas pontuais sobre direitos humanos. Em Codó, por exemplo, será exibido o curta-metragem ‘A História da Menininha que Amava Borboleta’, que aborda questões de gênero, e também o documentário ‘Precisamos Falar do Assédio’, que traz o depoimento de mulheres vítimas de assédio. Antes de cada sessão, dialogamos com o público direcionando a fruição do filme de acordo com a realidade social deles”, disse Ivana Braga.

A programação itinerante teve início na comunidade de Bom Jardim, município de São José de Ribamar, na última sexta (19). Mais de 200 crianças da região foram mobilizadas até o Clube Esportivo Guarani para conferir os filmes que integram a Mostrinha, com oito curtas-metragens direcionados para o público infanto-juvenil. Cada sessão aborda uma temática específica, de forma bem leve e divertida. No filme “Hora do Lanchê”, por exemplo, da diretora Claudia Mattos, o público acompanhou a história de três irmãos que dependem do almoço gratuito da escola pública para não passarem o dia com fome. E, toda tarde, a mãe obriga os meninos a ir para a janela de casa fingir que estão mastigando para a vizinhança não descobrir que a mãe passa por problemas financeiros, até certo momento.

Na Mostrinha, foram exibidos os filmes “Mônica Freestyle, de José Márcio Nicolosi; “Iemanjá Yemonja: A Criação das Ondas”, de Célia Harumi Seki; “Nana Nenê”, de José Márcio Nicolosi ; “Imagine uma menina com Cabelos de Brasil”, de Alexandre Bersot; “Balanço das meninas”, de José Márcio Nicolosi; “Hora do Lanchêêê”, de Claudia Mattos; “Futebola, paixão e confusão”, de José Márcio Nicolosi, e “Meninos e Reis”, de Gabriela Romeu.

Educação em Direitos Humanos
Desigualdades sociais e econômicas ainda é uma realidade presente nas cidades maranhenses de baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH), onde o Governo do Estado tem investido, por meio do Plano Mais IDH, ações integradas nas áreas de educação, saúde, saneamento, infraestrutura, trabalho, renda, cidadania e participação popular com a meta de acabar com a fome e a pobreza, criando mecanismo de autogestão e produção de renda nestas comunidades.

O município de Governador Newton Bello, distante 280 km da capital, a oeste do estado, integra o Programa Mais IDH e recebeu a programação da mostra itinerante, com três sessões externas que integram a Mostrinha. Na tarde de domingo (21), crianças das comunidades rurais participaram das sessões no assentamento 28 de agosto. Na manhã de segunda-feira (22), foi a vez dos alunos do 1º ao 5º ano da escola municipal Instituto Fundamental Batista, e, à tarde, alunos do 8º e 9º ano puderam conferir a mesma programação na sede do Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Governador Newton Bello.

Newton Bello conta com outros programas que integram o Plano Mais IDH, a exemplo do programa de combate ao analfabetismo "Sim, Eu Posso!", a construção de Escolas Dignas, da Cozinha Comunitária, da construção de poços para abastecimento de água na zona rural e geração de renda através dos Sisteminhas, que fomenta a agricultura familiar junto com assistência técnica rural, entre outras ações. 
Para o assessor da equipe do Mais IDH, Augusto Guimarães, que está acompanhando a mostra itinerante, a programação de cinema fomenta a participação popular dos moradores quando sensibilizados para educação em direitos humanos, a partir das temáticas dos filmes exibidos. “Acredito que é de extrema importância trazer ações de conscientização sobre direitos humanos e garantia de cidadania para incentivar o debate e a participação popular nesses municípios. A Mostra cumpre com êxito esse papel de forma atrativa e lúdica junto as comunidades, promovendo educação em direitos humanos através de uma experiência diferente da realidade local aos alunos e comunidades em questão”, pontuou Augusto.                     

As sessões externas em Newton Bello foram articuladas pelo comitê municipal do Mais IDH. Os comitês são uma das ações do plano instituída nos 30 municípios de menor IDH, para garantir o controle social, identificação de demanda e proposição de políticas públicas. “Eu acho importante essa mostra aqui no município, de IDH muito baixo, porque a questão cultural é muito deficitária e estamos procurando resgatá-la. Vocês plantaram aqui a semente da cidadania, da cultura, do respeito que vão ser plantadas no dia a dia”, disse Josiane Elias Sanches e Silva, coordenadora do Comitê Municipal do Mais IDH em Newton Bello.

Os 30 municípios beneficiados pelo Plano Mais IDH são Fernando Falcão, Marajá do Sena, Jenipapo dos Vieiras, Satubinha, Água Doce do Maranhão, Lagoa Grande do Maranhão, São João do Carú, Santana do Maranhão, Arame, Belágua, Conceição do Lago-Açu, Primeira Cruz, Aldeias Altas, Pedro do Rosário, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, São João do Sóter, Centro Novo do Maranhão, Itaipava do Grajaú, Santo Amaro do Maranhão, Brejo de Areia, Serrano do Maranhão, Amapá do Maranhão, Araioses, Governador Newton Bello, Cajari, Santa Filomena do Maranhão, Milagres do Maranhão, São Francisco do Maranhão, Afonso Cunha.

Sobre a Mostra
A Mostra Cinema e Direitos Humanos é uma realização do Ministério de Direitos Humanos com a Produção Nacional do ICEM-Instituto Cultura e Movimento, patrocínio da Petrobrás e Itaú-Unibanco, com o apoio do Governo do Estado, por meio da Sedihpop, e da Plan International. A acessibilidade é uma das diretrizes da mostra que, este ano, tem como foco as questões de gênero. Todos os filmes contam com legenda descritiva, audiodescrição e intérprete de libras.

0 comentários:

Postar um comentário

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Cidadão limpeza

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista