Assembleia Legislativa do Maranhão

quinta-feira, 22 de junho de 2017
O São João de Todos 2017 está recheado de sabores, do peixe serra frito ao arroz de cuxá, pratos que compõem a culinária maranhense e que encantam os turistas. O evento é uma realização do Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Cultura e Turismo (Sectur), e da Prefeitura de São Luís, e tem por objetivo a promoção da cultura popular maranhense através de apresentações culturais, mas também da promoção dos sabores tipicamente maranhenses.   

Os pratos típicos são a sensação neste período junino, pois a apresentação dos mesmos são de encher os olhos e também a boca d´água. Para quem gosta vale a pena ir conferir as delícias maranhense e ainda aproveitar para assistir apresentações de grupos folclóricos que contam um pouquinho da nossa história. Que a comida maranhense é saborosa todo mundo já sabe, o difícil, principalmente nos arraiais, é saber por qual prato começar. Peixe frito, patinha de caranguejo, arroz de cuxá, vatapá, cuxá, torta de camarão e caranguejo, são os mais encontrados no São João de Todos 2017.  

A culinária maranhense tem como base os peixes frescos, temperos naturais, pimentões, entre outros ingredientes. De uma forma geral, a gastronomia maranhense teve grande influência dos franceses, holandeses, portugueses, indígenas e africanos. 

O arroz de cuxá é um dos pratos típicos mais procurados pelos turistas que visitam o estado, ele é servido acompanhado por frutos do mar e outras delícias, como torta de caranguejo, torta de camarão, peixes e camarões fritos, vatapá, baião de dois entre outros. 

O preço médio do pratinho típico é de R$ 20,00, porém o sabor, a qualidade e o frescor dos alimentos são notados a partir da primeira colherada. Quem está adorando a culinária maranhense no período do São João de Todos 2017 são os turistas, como é o caso da gaúcha Elvira Sanches, 68 anos, que veio ao Maranhão pela primeira vez com um grupo de  excursão. 

“Eu perguntei para a dona da barraca o que era o creme verde ela me disse que era o cuxá, experimentei e amei o sabor. O arroz de cuxá também é divino, são sabores maravilhosos, estou adorando a cultura maranhense e a sua culinária”, disse a turista. 

A venda de comidas típicas durante o período junino é uma forma de gerar renda e movimentar a economia. Além dos pratos típicos, estão sendo comercializados por vendedores informais guloseimas como: maçãs do amor, canjicas, cocadas, bolos de milho, pamonhas, mingau de milho e de tapioca, pipocas e outras delícias. Paulo Campo, que é estudante de psicologia disse que a melhor parte do arraial são as comidas e que é uma época em que se pode aproveitar sem se sentir culpado.  

“O São João é a época mais linda do Maranhão, e é meu período favorito principalmente por causa das comidas que são boas e baratas. É a única época do ano que me permito explorar ao máximo a nossa cultura e a nossa gastronomia”, falou o estudante.  

Para o cozinheiro Renan Soares, as vendas em sua barraca Mãe Catirina, localizada no Arraial da Maria Aragão, estão indo muito bem principalmente a venda do arroz de cuxá e a torta de camarão. 

“Os turistas  já veem o arroz de cuxá e a torta de camarão como um prato básico da culinária típica maranhense, o modo em que expomos as comidas é uma maneira convidativa, a nossa intenção é provocar pelo olhar e depois pelo paladar", ressaltou o cozinheiro.  

Pensando nos mais variados gostos culinários o Arraial Donato Alves localizado no Ipem, possui a Vila Gourmet que faz a união do tradicional com o moderno. Além das comidas típicas a vila proporciona aos seus frequentadores a oportunidade de conhecer o mercado da comida gourmetizada. São pizzas, hambúrgueres, churros, variados tipos de doces feitos, cervejas, sucos feitos de maneira criativa e com valor acessível.  

As comidas tanto tipicamente maranhense, juninas e gourmet serão comercializadas nos pontos em que acontecem os arraias oficiais: Arraial Donato Alves (Ipem), Arraial Maria Aragão, Arraial Humberto de Maracanã (Vila Palmeira) e Arraial Mestre Marcelino  (Nauro Machado), até o dia 02 de julho.  

Programa Mais Renda 

No Arraial da Maria Aragão e Arraial Donato Alves (Ipem), estão vendedores que participam do Programa Mais Renda, do Governo do Estado, cuja intenção é a organização e estruturação de pequenos empreendimentos. Os vendedores informais beneficiados pelo programa possuem kits de negócios, que contém fardamentos, utensílios e equipamentos, como carrinhos adequados a venda de churrasco, cachorro-quente, salgados, fritadeiras e chapas a gás. 

O programa foi implantado pelo governador Flávio Dino, com o intuito de corrigir as desigualdades sociais existentes no Maranhão e melhorar a qualidade de vida de pequenos empreendedores. Além de cursos de capacitação os beneficiados pelo programa recebem acompanhamento técnico, com visitas mensais, durante um ano, de profissionais das áreas de Nutrição, Administração, Direito e Ciências Contábeis, que atuam como consultores desses microempreendedores para tirar dúvidas e dar dicas sobre administração e controle de fluxo de caixa.  

Interessados em participar das próximas fases do Mais Renda precisam estar inscritos no Cadastro Único e ter renda mensal, por pessoa da família, de até meio salário mínimo (R$ 394,00), desde que já atuem ou pretendam atuar como empreendedores do setor de alimentos.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista