Mais Obras

quarta-feira, 19 de julho de 2017
SÃO LUÍS - Foi realizado na última quinta-feira, 13, no auditório do Centro Pedagógico Paulo Freire, da Universidade Federal do Maranhão, o lançamento do projeto “Olhares do Brasil”, que conta com o apoio e a participação do Grupo de Pesquisa em Estratégias Audiovisuais na Convergência (GPEAC-UFMA) e tem por objetivo criar um ambiente de acolhimento aos alunos internacionais, realizando encontros semanais, com duração de uma hora, para abordar temáticas sobre o cotidiano e a cultura do país e do Maranhão.

A ideia da criação do projeto nasceu a partir de uma experiência que a professora Josie Bastos teve durante seu doutoramento nos Estados Unidos, em que percebeu que a universidade americana tinha um modo de acolhida diferente, promovendo encontros semanais entre os alunos estrangeiros para falar de assuntos comuns.

Ela destacou que o acolhimento, antes de maneira individual, agora passa a ser de modo coletivo, agregando mais valores para a comunidade acadêmica. “Quando voltei do doutorado, pensei de que forma eu poderia contribuir para dar um retorno para a Universidade Federal do Maranhão, então tive a ideia de elaborar um projeto que acolhesse os alunos estrangeiros, promovendo encontros, a fim de proporcionar um espaço de reconhecimento da própria identidade a esses estudantes”, explicou Josie.
No primeiro encontro, foi apresentado o projeto aos discentes, em que foi abordada o tema “As expressões corporais e idiomáticas”, em que os participantes discutiram o assunto de forma dinâmica e descontraída. Na ocasião, foram tiradas dúvidas existentes sobre determinadas expressões verbais utilizadas no Maranhão, fazendo comparações com expressões que são comuns em seus países de origem.

A assessora de Relações Internacionais, Conceição Araújo, falou da relevância do projeto. “O Olhares do Brasil é importantíssimo para a nossa instituição, e fiquei muito feliz quando a professora Josie nos procurou e nos sugeriu o projeto, uma vez que proporciona o fortalecimento da internacionalização da UFMA”, destacou.

O projeto visa criar, no segundo momento, produtos audiovisuais com informações sobre serviços internos, como o SIGAA, carteira estudantil, Restaurante Universitário, aulas de línguas, e as diversas atividades que são ofertadas dentro da instituição. As produções serão orientadas pela professora Josie com a participação dos membros do GPEAC, coordenado pela professora Rosinete Ferreira, do Departamento de Comunicação.

A aluna e integrante do grupo GPEAC, Maureen Cerveira, falou da contribuição do projeto Olhares do Brasil para seu projeto de mestrado em Design. “O Olhares do Brasil iniciou como um grupo de pesquisa, e logo identificamos que os alunos provenientes de outros países tinham dificuldades em adquirir informações sobre as atividades acadêmicas oferecidas nas plataformas digitais da UFMA. A partir daí, surgiu meu projeto de mestrado, com o objetivo de analisar o portal da Assessoria de Relações Internacionais da UFMA e encontrar soluções para que possam ter acesso às informações de forma mais fácil”, disse.

O aluno angolano Francisco Antônio, do curso de Ciências Econômicas, enfatizou a importância do projeto para a integração dos alunos na instituição. “Para nós, que somos alunos de outros países, é muito interessante termos essa junção cultural, uma vez que, como seres sociais, precisamos estar integrados na sociedade. O projeto dá essa oportunidade de estarmos inseridos na sociedade”, comentou. 

Fotos: Rodrigo Bomfim
Fonte: UFMA



0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Yes

Posseidon Hotel Ltda

Feirinha São Luís

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista