Assembleia Legislativa do Maranhão

segunda-feira, 27 de novembro de 2017
Fragmentos de Mármore (2017), livro de estréia de Jean Kley (pai) e Jeanderson Mafra (filho) é um caleidoscópio sincrônico em estilo e sensação. A proposta de inovação primeira em reunir escritos de Pai e Filho num mesmo livro, fatalmente nos leva a imaginar que seus pensamentos e suas palavras abrigadas no livro são um pouco de seus Espíritos, configurando assim a Santa Trindade desse templo que é a arte da palavra. 

A recepção não podia ter sido melhor, os doutores em Literatura Dinacy Correa, Dino Cavalcante e mais o contista da nova geração Felipe Gabriel deram seus testemunhos e impressões iniciais sobre o conteúdo da obra, dos quais consigno igualmente e humildemente, minha opinião. Há no livro, pois, prosa e verso, e já especificando crônica, micro contos e poesia; muita poesia diga-se de passagem, como era de se esperar por se tratar de dois bons e velhos ludovicenses. 

De Jean kley destaca "Anos de Ternura", texto vencedor de concurso quando este ainda era um tenro jovem. Na sua crônica autobiográfica por assim dizer, ressalta sua gratidão perante a sua figura materna destacando a luta em prol de sua sobrevivência e do filho, em momentos que ambos se acharam sós num mundo que não titubeava em negá-los. Talvez, deva ter sido esse o escrito a despertar o artista Jean para o mundo das letras, incrustando em seu DNA, até então, sob um gene que se mostrava recessivo. 

E essa carga genética literária acabou passando, para o filho, o poeta Jeanderson que nos apresenta uma poesia impregnada de um eu lírico poético que permeia desse as emoções extremas tendo como cenário a ilha de São Luís,  perpassando por inserções pela essência da espiritualidade judaica, desembocando naturalmente na presença mais marcante de seus versos - a sua musa inspiradora, que se concretiza na suaa devoção incondicional ao amor feminil. 

"Ah, eu quero essa mulher pra mim! (...) / A poesia dos teus seios de Gaia, / Suas ante coxas nos dita, / A lei que há de imperar. / E como é sexy sua dança! / Deusa da fertilidade! (...)". Eis um pequeno trecho de "Musa Inspiradora", versos dos quais muitos são encontrados similares no decorrer da obra. Fragmentos de Mármore é o alfa desses dois artistas da palavra, que já provaram possuir bagagem sensitiva para produzir uma bela e incipiente obra literária dos quais as novas gerações poderão comprovar! 

Ave, à família Mafra!

Saulo Barreto é Bacharel em Direito e pesquisador. Autor do livro de contos Discursos Mudos.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista