Assembleia Legislativa do Maranhão

terça-feira, 2 de janeiro de 2018
O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), avançou nas políticas ambientais em 2017 e está planejando novas ações para este ano. Destaques ao Programa Maranhão, de apoio à conservação e recuperação ambiental. Entre os projetos do programa, o Berço do Rio Itapecuru, no Parque Estadual do Mirador, e o Floresta Protetora dos Mananciais, no Parque Estadual do Bacanga.

"Instituímos ações de educação ambiental, capacitação de populações locais, produção de mudas de espécies nativas, preservação, restauração, recomposição e recuperação de áreas e monitoramento e avaliação ambiental, sendo a ação de extrema importância para o Estado do Maranhão", informa o secretário de Estado de Meio Ambiente, Marcelo Coelho. 

O secretário destacou a construção de parques ambientais, que estão contribuindo para a preservação ambiental e incentivando o lazer. “São áreas com características naturais espetaculares e únicas”.

Marcelo Coelho disse que os parques ambientais servem, também, como locais de pesquisas científicas e de educação ambiental. “E é muito importante esses espaços, porque contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população”.

Em 2017, foi entregue à população o Complexo Ambiental da APA do Itapiracó. Para este ano estão previstas a construção o Complexo Ambiental do Parque Estadual do Sítio do Rangedor, em São Luís; Parque Ambiental de Codó; Parque Centenário de Balsas; e Parque Ambiental de Bacabeira.

A Sema está planejando a criação e incremento de outros parques no interior do Maranhão, por meio de parcerias com as prefeituras. As conversações com a prefeitura Timon já estão adiantadas. “Os parques, as unidades de conservação estão sendo e serão melhor cuidadas”, afirma Marcelo Coelho. “As pessoas quando conhecem e percebem que o Governo do Estado cuida, também despertam para cuidar e é isso que queremos”.

Os parques serão construídos para garantir a preservação ambiental da vegetação nativa e ecossistema natural, possibilitando a realização de pesquisas científicas, desenvolvimento de educação e interpretação ambiental de recreação e contato com a natureza e turismo ecológico.

“Devemos incentivar a interação da população com a natureza para que desenvolvam o sentimento de proteção e cuidado pelo meio ambiente, além de favorecer o lazer e a prática de esportes para uma melhor qualidade de vida da população”, realça o gestor.

A Sema finalizou o Plano Estadual de Educação Ambiental. Ferramenta importante na construção de um ambiente sustentável no Maranhão, o plano será transformado em Lei.

“O Plano foi consolidado e discutido, democraticamente, para garantir políticas públicas e ações integradas entre sociedade e poder público. Vai contribuir para que as ações de Educação Ambiental sejam articuladas e contínuas, com gestão coordenada, respeitando-se as especificidades de cada região do Estado”, assegura Marcelo Coelho.

Na área de gestão de recursos hídricos, o Governo do Estado, por meio da Semana está elaborando o Plano Estadual de Recursos Hídricos, que delineará estratégias de curto (cinco anos), médio (dez anos) e longo prazo (vinte anos) para assegurar usos múltiplos das águas, conservação, proteção e recuperação das bacias hidrográficas estaduais.Também estão sendo assegurados investindo na capacitação de recursos humanos para atender as demandas ambientais do Maranhão. 

Balneabilidade das praias

Depois de décadas de poluição nas praias, a população de São Luís voltou a ter, em 2016, locais próprios para o banho de mar, chegando a atingir 100% durante todo o mês de outubro, de acordo com laudos divulgados pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema). 

Os índices de poluição estão diminuindo a cada mês como resultado dos investimentos do Governo do Estado em saneamento nos últimos três anos. O serviço de fiscalização sistemática visando evitar o lançamento de esgotos irregulares nos rios e na orla de São Luís, realizado pela Sema em São Luís está, também, contribuindo com a manutenção da balneabilidade das praias. A Sema monitora 21 pontos, distribuídos nas praias da Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho d’Água, Praia do Meio e Araçagi.

Fonte: Sema

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista