quinta-feira, 24 de maio de 2018
Estudantes da U.E.B. Rosário Nina, no Bairro de Fátima, participaram de oficina sobre a manifestação cultural em projeto aprovado pelo Iphan e executado pela Prefeitura de São Luís


Durante a oficina, os estudantes puderam aprender sobre o que é a manifestação cultural maranhense Alunos da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Rosário Nina, no Bairro de Fátima, receberam o projeto Punga de Saberes, que realizou oficina sobre tambor de crioula com a Mestra Duca (Maria Diniz), que também é da comunidade. O evento aconteceu na terça-feira (22), com carga horária de 8h. O projeto é uma promoção da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com o Comitê Gestor de Salvaguarda do Tambor de Crioula e apoio do Conselho Municipal de Cultura (Comcult).

Os estudantes puderam aprender sobre o que é a manifestação, o nome dos instrumentos usados, o papel de cada um na roda e experimentaram tocar a parelha (conjunto de tambores) e cantar algumas toadas, além de esquentar o couro dos tambores. Também teve oficina de dança com as coreiras, que mostraram o bailado e a punga ou umbigada - gesto característico, entendido como saudação e convite.


O projeto Punga de Saberes já traz no nome um dos maiores símbolos do tambor de crioula, que é a punga, conta a Mestra Duca (Maria Diniz), facilitadora da oficina. "Isso é muito importante para que todos se familiarizem com essa manifestação cultural. Espero que venham mais projetos como esse que contribuem muito para a valorização e preservação dessa manifestação folclórica. Quanto mais conhecimento as pessoas tiverem, menores as chances do tambor de crioula morrer, levando para as novas gerações nossas raízes e nossa cultura", diz.

Érica Vitória Pinheiro, estudante do 6º ano da U.E.B. Rosário Nina, disse que amou fazer a oficina. "Já havia participado de um grupo de tambor de crioula há alguns anos, mas aqui estou aprendendo muito sobre o significado da saia, da pungada, da parelha, enfim, de tudo. Acho importante não só participar, mas entender o porquê daquilo ser feito", explica.

PROJETO


O projeto Punga de Saberes foi aprovado no Edital Nacional para Bens Registrados do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e visa apoiar e fomentar o tambor de crioula, através de ações educativas, de formação e de transmissão de saberes tradicionais, disseminando essa manifestação cultural.

Ao todo, serão atendidas pelo projeto 10 escolas da rede municipal de ensino, além de 60 professores e coordenadores pedagógicos e ainda três comunidades (Fé em Deus, Bairro de Fátima e Taim), com o Circuito Saber Fazer Cultural.

O tambor de crioula é reconhecido como Patrimônio Imaterial do Brasil, é uma expressão cultural com descendência africana considerada um referencial de identidade e resistência cultural dos negros, que envolve dança circular, canto e percussão de tambores. O projeto tem como um dos objetivos valorizar este que é um dos maiores bens culturais do Maranhão.

0 comentários:

Postar um comentário

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Cidadão limpeza

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista