GOVERNO DO ESTADO DO MA

ALEMA/MA

quinta-feira, 14 de junho de 2018
Participaram dos cursos 180 pessoas que atuarão nos arraias durante os festejos juninos vendendo alimentos; a qualificação é necessária para garantir a saúde da população


Vendedores informais de alimentos que vão trabalhar nos arraiais durante os festejos juninos participaram de capacitação oferecida pela Prefeitura de São Luís. Este mês, em duas turmas de Boas Práticas de Manipulação de Alimentos (BPMA), foram treinados 180 ambulantes. O curso, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), é uma exigência para este tipo de comércio e habilita para a venda regular de comidas. No curso os participantes aprenderam sobre manuseio, armazenamento e tratamento adequado dos alimentos, além de condições higiênico-sanitárias necessárias ao ambiente e ao manipulador.

Ao final, todos os participantes receberam certificado, que deve ser apresentado, na ocasião das fiscalizações. O curso é exigido para vendedores ambulantes e integra ação da gestão do prefeito Edivaldo para garantir melhores condições aos vendedores e mais segurança à população que vai consumir os produtos.

Essa capacitação é importante para qualificar os ambulantes deste ramo para a atividade, pontua o secretário da Semus, Lula Fylho. "Os barraqueiros e vendedores ambulantes são presença certa em todos os arraiais da cidade; por isso, estamos orientando e exigindo de todos que adotem as condutas higiênico-sanitárias para manipulação e armazenamento de alimentos com qualidade. Desta forma, a Prefeitura trabalha para garantir a segurança alimentar e a saúde da população nos festejos juninos".

Na capacitação, os ambulantes foram orientados quanto ao recebimento, armazenamento e a manipulação dos alimentos de forma adequada e dentro das normas. "O curso é exigido pela Vigilância Sanitária e deve ser apresentado o certificado. Com isso, a Prefeitura chama a atenção ao trato correto com os alimentos, respeitando as normas da legislação e ao mesmo tempo, zelando pela saúde dos consumidores", reforça a superintendente de Vigilância Epidemiológica e Sanitária da Semus, Terezinha Rego.

As turmas tiveram duração de quatro horas, cada, com treinamentos quanto a origem do produto, armazenamento adequado, condições sanitárias do manipulador e espaço de comercialização e exposição dos alimentos. "Com a orientação, os vendedores vão trabalhar mais alertas ao comércio de produtos saudáveis e de procedência", enfatiza Terezinha Lobo.

VISTORIAS

As equipes de fiscalização da Vigilância Sanitária têm foco na vistoria aos manipuladores, nos itens higiênicos e sanitários, alimentos e locais da atividade. Em caso de irregularidades, os comerciantes são orientados e intimados à adequação, e, se necessário, há o recolhimento de produtos (se estiverem vencidos e em condições inadequadas de consumo) e suspensão do alvará (se for pessoa jurídica) e impedimento de cadastro para eventos posteriores (pessoa física). Estão integrados ainda nas ações de fiscalização as secretarias municipais de Trânsito e Transportes (SMTT), Urbanismo e Habitação (Semurh-Blitz Urbana), Turismo (Setur) e de Governo (Semgov).

0 comentários:

Postar um comentário

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Cidadão limpeza

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista