Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

São João do Maranhão 2019
terça-feira, 7 de agosto de 2018

Presidente da Embratur, Teté Bezerra, defende o fortalecimento do segmento em evento realizado pelo Sindepat. Foto: Pablo Peixoto/Embratur
A presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Teté Bezerra, participou nesta segunda-feira (06) do Industry Showcase & Tabletop Networking, evento organizado pelo Sistema Integrado de Parques e Atrações Turísticas (Sindepat) para debater alternativas para aquecer o setor no Brasil e na América do Sul.

Uma das metas é a isenção permanente de impostos de importação para os equipamentos dos parques temáticos, medida que pode resultar em investimentos de R$ 1,9 bilhão e gerar cerca de 56 mil empregos nos próximos cinco anos.

No mês de junho, o setor teve um avanço com isenção temporária da carga tributária de importação de equipamentos, iniciativa que prevê crescimento de 3% no número de empregos, apenas neste ano, alcançando mais de 11, 5 mil postos de trabalho.

“A isenção temporária autorizada pelo governo representará investimentos de milhões. Entretanto, o setor precisa de mais. Trazer essa taxação definitivamente ao nível de bens de capital irá permitir que os parques temáticos possam planejar os investimentos necessários, lembrando que esses empreendimentos precisam, em curtos espaços de tempo, se reinventar e lançar novos atrativos”, explica a presidente da Embratur, Teté Bezerra.

Segundo Alain Baldacci, presidente do Sindepat, o evento representa a consolidação do trabalho de 15 anos da entidade que visa completar um importante passo, com o desfecho da negociação com o ministério da indústria, comercio exterior e serviços, com apoio do Ministério do Turismo, para a regulação permanente da isenção de impostos de importação e a classificação dos equipamentos como bens de capital.  “É muito importante para o setor e para o turismo brasileiro planejar uma política permanente de incentivo ao crescimento dos parques, para a criação de novos empreendimentos e para que o setor entre no mapa real do turismo familiar no mundo”, destaca Baldacci.

Estiveram presentes no evento, o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz que destacou que os avanços são importantes para melhorar o ambiente de negócios no Brasil e incentivar a iniciativa privada a investir no turismo. “O Brasil se coloca como um dos países com maior potencial para o turismo, mas ainda tem um dos piores ambientes de negócios do mundo para seu desenvolvimento. Resolvendo questões como a do excesso de tributos, o turismo, em todas as áreas, poderá gerar ainda mais empregos e renda”, ressaltou. Além do secretário de Comércio e Serviços, do Ministério da Indústria, Comercio Exterior e Serviços, Douglas Finardi Ferreira, parlamentares, lideranças do trade nacional e autoridades internacionais como Benjamin Liberoff, vice-ministro de Turismo do Uruguai; Heriberto Cabrera, presidente da Associação Argentina de Parques e Atrações; José Luis Ayoub, subdiretor de Políticas do Fonatur, do México, e também Doug Stagner, vice-presidente executivo de operações mundiais da IAAPA (International Association of Amusement Parks and Atractions).

Informação: Mercado e Evento

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel