Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

São João do Maranhão 2019
terça-feira, 21 de agosto de 2018

Os dias 14 (terça-feira) e 15 (quarta-feira) foram de bastante movimentação no Parque do Bom Menino por conta da II Mostra da Aprendizagem do Senac, que reuniu ações educativas voltadas para sustentabilidade, empreendedorismo, inovação e responsabilidade social.

Na abertura, que aconteceu na manhã do dia 14, e contou com a presença do Diretor Regional do Senac, Ahirton Lopes, a vereadora Concita Pinto, representando o prefeito de São Luís, falou sobre a importância da mostra e dos trabalhos elaborados pelos aprendizes. “Essa iniciativa do Senac é louvável porque incentiva os jovens e possibilita uma troca de conhecimento. Inclusive, um dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos sobre acessibilidade foi levado para a Câmara dos Vereadores e de lá saiu uma ideia para o projeto de lei que já está tramitando”, comentou. “A ideia foi lançar um olhar empático de acordo com nossas pesquisas de campo e discussões em sala de aula, no qual profissionais especializados estariam presentes em todos os estabelecimentos em que ocorre transição de compra e venda para proporcionar um atendimento igualitário aos clientes”, disse a aprendiz Nara Letícia Abreu, participante do projeto.


Durante o primeiro dia, foram abordados temas como a fabricação de produtos naturais para a pele; a reutilização de embalagens de papelão para a construção de mapas de localização dos produtos no supermercado, em alto-relevo e leitura em braile; e utilização da energia solar como otimizadora do processo de filtração de água. O momento foi planejado para proporcionar aos alunos um ambiente de integração, compartilhamento de experiências assim como também abriu espaço para dialogar com a comunidade e para partilhar conhecimento por meio dos trabalhos expostos. Cada turma participante pensou em atividades ligadas às principais competências do seu curso, totalizando 32 trabalhos.

No segundo dia da Mostra, 15, o público conferiu trabalhos sobre comida vegana, logística nas feiras de São Luís, consumo sustentável e outros temas com propostas de soluções criativas para problemas da contemporaneidade. Empreendedorismo de forma inovadora e autônoma foram aspectos observados por quem participou do evento. Um exemplo disso foi o trabalho apresentado pela turma de Aprendizagem Comercial em Vendas. “Fizemos uma pesquisa de campo que objetivou descobrir se as pessoas compram por necessidade ou desejo e assim chegamos à conclusão que muitas pessoas acabam adquirindo produtos por consumismo, que já foi comprovado ser uma doença. Muitas pessoas se deixam influenciar pela mídia e acabam comprometendo sua situação financeira gastando mais do que podem. Aqui nós propusemos um teste para saber se a pessoa é consumista ou não, depois apresentamos diferentes esferas do consumismo como o alimentar, e a construção de um contêiner com material, em sua maioria, reutilizado - mostrando que é possível reaproveitar e diminuir o consumo de materiais”, explicou a aluna Greicy Kelly Alves.


Formando os três pilares no critério de avaliação da equipe supervisora: Inovação; Tecnologia e Sustentabilidade, os alunos precisaram trazer em seus stands assuntos que abordassem essas temáticas. A Sustentabilidade, além de ser um viés empreendedor e de inovação, é uma demanda da própria qualidade de vida. “Nós resolvemos fazer um contêiner, pois acaba sendo uma inovação e várias empresas já utilizam no mercado percebendo o custo-benefício que ele traz. Utilizamos papelões, madeiras e juntos desenvolvemos um certo amadurecimento no partilhar de atividades, bem como a própria iniciativa sustentável”, disse a orientadora da turma Aprendizagem Comercial em Vendas, Andréia Araújo.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel