Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019
Investimento em capacitação e equipamentos visa reduzir o indicador de mortalidade infantil no MA

A UTI Neonatal e o Banco de Leite Humano do HU-UFMA receberão recursos para aplicação em dois projetos             que devem contribuir para a redução da mortalidade infantil no Maranhão. São eles “Atenção Integral aos recém-nascidos e sua família, e capacitação de equipes da estratégia de Saúde da Família”; e “Reestruturação Tecnológica do Banco de Leite Humano do HU-UFMA, e capacitação de profissionais de saúde para manejo do Aleitamento Materno”. O investimento será feito na aquisição de novos equipamentos, que garantam a qualificação da atenção prestada aos recém-nascidos, e a capacitação de profissionais da atenção básica para serem multiplicadores das técnicas de cuidado, desde o nascimento do bebê ao seu retorno para a casa. A expectativa é que os resultados positivos apareçam no período de 12 meses. A Fundação Josué Montello vai gerenciar os projetos.

O foco principal dos projetos consiste em levar a arte do cuidar aos lugares que mais necessitam, disponibilizando equipamentos para os municípios que possuem maternidade, mas que ainda apresentam déficits técnicos e humanísticos ao assistir os pacientes, como também aperfeiçoar pessoal da capital. Serão capacitados profissionais de Açailândia, Rosário, Santo Inês e São Luís em cursos como os de de reanimação neonatal, transporte neonatal, capacitação estratégica AIDPI (Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância) e tutores do método Canguru na Atenção Básica. A neonatologista Marynéia da Silva Vale será a responsável pela disseminação do conhecimento, juntamente com uma equipe composta por consultores do Ministério da Saúde e instrutores do Programa de Reanimação Neonatal da Sociedade Brasileira de Pediatria (PRN-SBP).

Segundo o Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS, 2016), no Maranhão, os indicadores demonstram uma realidade gravíssima com taxas de mortalidade infantil de 20/1.000 nascidos vivos e mortalidade neonatal de 13,9/1.000 nascidos vivos. O cenário faz uma alerta para como estão sendo pensadas e executas as políticas públicas voltadas a esse público e, como os profissionais da saúde estão sendo instruídos para melhor assistir as mães e bebês no pós-parto.

A analista de Responsabilidade Social da Fundação Vale, Maria Alice Santos, destacou o impacto dos projetos para a saúde pública. “Queremos evitar que isso chegue a um nível mais caro para a saúde pública, mais difícil de ser solucionado. A formação dessa pessoa que está lá nas unidades de saúde é fundamental para que elas possam ter minimamente condições de evitar complicações. Mas é importante que cada um desempenhe o seu papel, para que a gente possa sentir que o dever foi parcialmente cumprido. Esse é o papel da Fundação Vale, nós batalhamos muito para que os recursos possam ser aplicados nos projetos que acreditamos”.

Carmem Lucia Silva Belfort Pinheiro, secretária adjunta de Assistência à Saúde da SES, explicou um dos motivos do alto índice de óbito de recém-nascidos na capital. “Hoje, a rede estadual é composta por 65 estabelecimentos de saúde, destes, 16 realizam parto. Mas, mesmo assim, muitos são os casos de mulheres do interior que vêm dar à luz na capital e acabam aumentando esse índice em São Luís. Então, para nós, o impacto do projeto está em não receber a quantidade de mulheres nessas condições calamitosas, pois estas já terão o cuidado prévio nas unidades onde residem”, ressalta. 

A consultora do Ministério da Saúde, Zeny Carvalho Lamy, esclareceu que a capacitação servirá como propulsora de valores. “O profissional não estará apenas capacitado, nossa intenção é fazer como ele se sinta tutor da atenção básica, com o compromisso de capacitar outras pessoas em detrimento de um resultado satisfatório para o estado do Maranhão”, frisa.

Entusiasmada, a superintendente do HU-UFMA, Joyce Santos Lages, realça a importância da parceria com a Fundação Vale. “Precisamos investir no nascer e no crescer dessas crianças. Estou muito feliz com o apoio destinado à nossa instituição pois esta casa é, sobretudo, formadora de pessoas e acredita que a soma de boas ações ajuda a transformar realidades. Agora é trabalhar para que nossas expectativas sejam alcançadas”. 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel