Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

sexta-feira, 29 de março de 2019
Setur dobra o número de cadastros de artesãos maranhenses carteira de artesão promove turismo e formaliza a profissão

Trabalhadores que produzem arte de forma manual podem requerer a Carteira Nacional do Artesão fornecida pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB). No mês de março, foram entregues mais de cem carteiras e em abril estão previstas novas 150 carteiras beneficiando artesãos maranhenses. A gestão do programa no Maranhão é feita pela Secretária de Estado do Turismo (Setur) e tem o objetivo de promover o artesanato e a cadeia produtiva associada ao turismo. Comunidades tradicionais indígenas e quilombolas tem sido foco de atenção no Governo Flávio Dino.

A moradora de Itamatatiua, Maria de Lourdes de Jesus, 67 aos, também recebeu o documento nacional. “Há muito tempo esperávamos esse reconhecimento e agora somos identificadas de verdade como artesãs. Temos muito orgulho dos nossos produtos e da técnica de produção em cerâmica que aprendemos com nossos ancestrais séculos atrás” afirmou a artesã da comunidade quilombola em Alcântara.

O cadastro de artesãos maranhenses dobrou em apenas 3 anos de criação do Programa Artesanato no Maranhão (Setur), como explica a superintendente do Programa, Viviane de Jesus.” Recebemos o banco de dados com 450 pedidos para formalização e, a partir de 2016, intensificamos a busca e as capacitações e conseguimos alcançar o numero de 957 cadastros no início de 2019” comemorou a superintendente.

Cadastramento de Artesãos

A entrega dos documentos que possibilita a formalização acontece após a inserção dos dados dos artesãos locais no Sistema de Informações Cadastrais do Artesanato Brasileiro (SICAB). Os interessados em fazer o cadastro deverão comparecer ao Ceprama, localizado no bairro da Madre Deus nos horários de 9h às 15h, com RG e CPF original e cópia, uma foto 3×4, cópia do comprovante de residência e demonstração da produção artesanal, com até 3 peças de produção própria.

Após a apresentação, será feita uma avaliação pela equipe técnica da Setur e, caso seja aprovado, o cadastro do artesão será inserido no banco de dados do SICAB para que a Carteira Nacional do Artesão seja emitida e entregue ao beneficiário

A criação de novos negócios e a continuidade da prática artesanal regional pode ser estimulada com o acesso de mais trabalhadores a esse sistema. De acordo com o secretário da Setur, Catulé Junior, a inclusão no SICAB possibilita um melhor planejamento de capacitações, financiamentos e promoções da atividade.“Um estado como o Maranhão, que já possui diversas culturas, pode materializar esse ativo cultural por meio do artesanato. Com a identificação do artesão temos um panorama das produções e dados detalhados para planejarmos qualificações e oportunidades para essa categoria”, explicou o gestor.

Mairla Meneses e sua mãe Rosemary são conhecidas em Barreirinhas. pelo trabalho que desenvolvem com outras mulheres no povoado Manoelzinho A comunidade familiar que trabalha com produção de peças com fibra de buriti foi beneficiada coma entrega dos documentos.“Essa carteira que recebemos é muito importante pois prova que somos artesãos e facilita a participação nas feiras e nas viagens para expor nosso produto”, explica a barreirinhense Rosemary Meneses.

Programa Artesanato no Maranhão

O Criado pelo Governo do Estado, em dezembro de 2015, o Programa Artesanato do Maranhão tem a finalidade de fortalecer e fomentar o desenvolvimento do artesanato maranhense de forma integrada com o turismo, visando a melhoria das condições de vida do artesão e preservando os aspectos culturais e ambientais do Estado.

Fonte: Turismo MA 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel