Prefeitura de São Luís

Assembleia Legislativa

segunda-feira, 25 de março de 2019

Um novo destino foi encontrado para uma das culturais mais antigas plantadas no Maranhão.  A mandioca cultivada por pequenos produtores rurais na Baixada Maranhense, no município de Bequimão, está sendo comercializada para a fábrica de cerveja da Ambev para a produção da cerveja Magnifica, produto maranhense lançado no final do ano passado. Foram negociadas cerca de 100 toneladas de mandioca envolvendo cerca de dez pequenos produtores. No primeiro carregamento, realizado na semana passada, foram entregues quase 30 toneladas.  Nas próximas três semanas, os produtores estarão envolvidos na entrega do restante da produção. A iniciativa fomenta a agricultura local e contribui com o desenvolvimento da cadeia produtiva na região.

De acordo com o produtor Leônidas Viegas Almeida, da propriedade Monte Simão, o cultivo da mandioca na região estava destinado à produção da farinha e à produção de ração para ovinos, caprinos e galinhas. A abertura desse novo mercado incentiva o pequeno produtor, além de reduzir  as etapas. “Na produção da farinha são várias fases e muitas das vezes a produção é comercializada ao longo de vários meses. Neste caso, conseguimos o imediatismo na venda em um volume considerável”, explicou. Ele foi um dos produtores envolvidos no fornecimento do produto com quase 8 toneladas retirada de sua propriedade. 


Os pequenos produtores estão organizados em rede e têm apoio da Secretaria Municipal de Agricultura de Bequimão e da Agerpe.  É importante a consultoria técnica junto aos produtores para que desenvolvam meios de otimizar a produção. O ciclo da mandioca pode ser reduzido de doze pra nove meses e a produção por hectare pode aumentar. A média em Bequimão é de 8 toneladas por hectare. Em polos mais desenvolvidos como no Paraná, a produção é de 33 toneladas por hectare. 

Mudança de vida

O cultivo da mandioca para a produção da cerveja tem levado alguns produtores a repensarem as culturas em suas propriedades e aumentar o tamanho da plantação. É o caso de produtor Leônidas Almeida. Ele desde 1996 investe no Monte Simão com a produção de ovinos, caprinos e avicultura, especificamente para a comercialização de ovos de galinha. Há quase três anos, trocou São Luís para investir na propriedade.  O produtor recebe assistência técnica do Sebrae e do SENAR, recentemente ingressou no curso técnico em Agropecuária do IFMA.  Atualmente se organiza para o plantio e colheita de 300 toneladas de mandioca em 2020. “Temos que potencializar a oportunidade para uma cultura que já é nossa”, enfatizou.  

Baixada é segunda remessa da produção 


Em novembro de 2018, os agricultores do Tabuleiro de São Bernardo forneceram 30 toneladas de mandioca para garantir a produção da demanda de lançamento da cerveja e festas de final de ano. O Governo do Maranhão recentemente firmou parceria com a Ambev para a ampliação dos investimentos no Estado. O diálogo com grandes empresas visa dar prosseguimento a estratégia econômica do Governo baseada em investimentos públicos – a exemplo de programas como Mais Asfalto e Escola Digna – e privados.

A produção da nova cerveja é fruto de parceria entre a Ambev e o Governo do Maranhão, que, após rodada de conversas, estabeleceu a ampliação de investimentos da empresa no Estado. Na primeira fase, 78 famílias associadas ao Tabuleiro fornecerão mandioca para a produção da Magnífica. A estimativa é que, até o final de 2019, duas mil famílias de agricultores sejam agregadas ao projeto.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel