Assembleia Legislativa

quarta-feira, 3 de julho de 2019
Nova rota entre Buenos Aires e Rio de Janeiro será iniciada em outubro deste ano


A partir de outubro, a Flybondi, empresa aérea argentina, vai começar a operar voos internacionais para o Brasil. A rota inaugural ligará Buenos Aires ao Rio de Janeiro. Terceira low cost a voar para o país, a companhia informou que serão realizados três voos semanais entre os destinos. A autorização foi concedida na tarde desta terça-feira (2) pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, este é mais um passo no sentido de aumentar a conectividade aérea, além de impulsionar ainda mais o interesse de empresas estrangeiras em operar no mercado brasileiro. “A nova operação traz mais ofertas de baixo custo para os viajantes e faz parte de uma nova estratégia do Turismo, que coloca o setor no centro da agenda econômica do país. Vivemos um momento extremamente propício ao ambiente de negócios no Brasil, com impacto direto na vida da população, a ampliação da disponibilidade de voos e a consequente redução de custos”, afirma o ministro.

Segundo a Anac, a autorização operacional é a última etapa para que uma empresa estrangeira inicie voos regulares no Brasil, permitindo que a companhia faça o registro das rotas e inicie a venda de passagens aéreas. O CEO da Flybondi, Sebastián Pereira, destaca que este será o primeiro dos destinos no Brasil. Ele afirma ainda que a nova rota tem um grande potencial tanto para os brasileiros, porque terão a única opção de baixo custo para chegar à Argentina, quanto para os argentinos, que agora poderão voar para o Brasil com as taxas mais baixas do mercado.

“Estamos muito felizes com o lançamento de um novo destino internacional e alcançá-lo em tão pouco tempo é um sucesso importante para a empresa e para o setor. Somos uma empresa aérea com uma proposta de longo prazo e visão regional. Esperamos em pouco tempo poder adicionar outras rotas para dar maior conectividade ao nosso país e a liberdade de voar a milhares de pessoas”, reforçou Pereira. A Flybondi transporta mais de 1,6 milhão de passageiros em 26 rotas e 16 destinos. 

LOW COSTS NO BRASIL - A primeira empresa estrangeira especializada em passagens de baixo custo a operar voos regulares internacionais no Brasil foi a chilena Sky Airline, em novembro do ano passado. As novas rotas contemplam o trajeto direto de Santiago, no Chile, para os aeroportos do Galeão, no Rio de Janeiro; de Guarulhos, em São Paulo, e Hercílio Luz, em Florianópolis. A média é de cinco voos semanais para cada um desses terminais.

Logo depois, o país passou a contar também com a europeia Norwegian Air, que teve sua autorização concedida pela Anac em agosto de 2018. As vendas das primeiras passagens começaram no final de novembro para voos diretos entre Londres, no Reino Unido, e Rio de Janeiro, realizados desde março deste ano. A rota já tem voos às segundas, quartas e sextas-feiras, além de domingos, em aeronave com capacidade para até 344 passageiros.

A articulação da vinda de empresas low cost ao Brasil teve a participação do secretário Nacional de Integração Interinstitucional do Turismo, do Ministério do Turismo, Bob Santos. Na última sexta-feira (28), durante agenda em Buenos Aires, na Argentina, ele se reuniu com representantes da Flybondi. Uma comitiva da empresa argentina deve vir ao Brasil nos próximos 15 dias. “Essa é uma importante vitória para o setor. Desconcentrar o mercado é dar condições para que mais turistas, brasileiros e estrangeiros, viajem mais dentro do país. Ganham os consumidores, os destinos, a indústria nacional de viagens e o Brasil”, comentou Bob Santos.​

0 comentários:

Postar um comentário