Assembleia Legislativa

sexta-feira, 27 de setembro de 2019

Como garantir que viajantes negros, obesos e LGBT tenham oportunidades e tratamento adequados em experiências de viagens foi o foco do painel ‘Turismo e os Novos Tempos: Transversalidade e Inclusão’, na Vila do Saber da ABAV Expo 2019, nesta quinta-feira (26). A conversa foi moderada por Magda Nassar, presidente da ABAV Nacional, e teve a presença de Carlos Humberto, CEO da plataforma Diaspora.Black, Sylva Barreto, publisher e editora do site Viajar é Simples, e Wescla Vasconcelos, atriz, pedagoga e articuladora do Fórum Estadual de Travestis e Transexuais do Rio de Janeiro.

Sylvia, que sempre lutou contra a balança, relatou que após aceitar seu corpo como é passou a viajar mais, mas notou que nem todos os destinos e experiências estão preparadas para receber o turista com sobrepeso. "O agente de viagem, ao perceber que vai atender um cliente obeso, precisa aprimorar sua pesquisa, verificar se o destino oferece condições favoráveis para esta pessoa. Por exemplo, não é ideal oferecer uma cabine interna de um cruzeiro, pois o espaço do banheiro é muito pequeno. No lugar, ele pode recomendar uma cabine de outra categoria, mais espaçosa, a fim de evitar constrangimentos de seu cliente".

Já o mercado LGBTQI movimenta mais de US$ 3 trilhões por ano no mundo e o serviço que não souber atender a comunidade perde o chamado pink money. "O ciclo de formação de agentes de viagem tem que passar pela sensibilização da questão LGBT", declarou Wescla, que alertou, ainda, que o provedor de serviços turísticos deve respeitar a transformação de seu público consumidor. "São atitudes que às vezes são muito simples, mas que fazem toda a diferença. Como chamar a pessoa trans pelo nome social, mesmo que ela não tenha mudado oficialmente, e manter seu nome civil em sigilo. Utilizar os pronomes de gênero que a pessoa prefere. A missão do operador de turismo é proporcionar a felicidade com respeito, dedicação e serviço de qualidade".

A startup Diaspora.Black é especializada na inclusão da diversidade do público negro no turismo. "Nós defendemos um turismo inclusivo que recebe a todos e, infelizmente o setor ainda não está preparado para acolher os sonhos de todo mundo", disse Carlos Humberto. A plataforma oferece serviços com segurança e qualidade com opções de hospedagem, roteiros, oficinas e workshops. "As agências, hotéis, companhias aéreas e todos os segmentos do turismo precisam de capacitação para ofertar a experiência de viagem para novas pessoas que antes não se viam contempladas no turismo convencional", comentou o especialista. Ele deu o exemplo do bairro da Liberdade, em São Paulo, famoso reduto da comunidade asiática que, na verdade, carrega a história da resistência negra na cidade. "Esses fatos históricos ninguém comenta, mas o movimento do turismo precisa contribuir para que a gente conheça a formação social do Brasil".

Por fim, Magda mencionou o trabalho de voluntários com síndrome de Down que, pela primeira vez, trabalham na ABAV Expo. "A inclusão não pode acontecer só no discurso. Ela deve estar nas prioridade das empresas. Nós estamos muito felizes com a presença dos nossos voluntários da APAE e do desempenho maravilhoso de todos eles", elogiou.

Sobre a ABAV Nacional

Reconhecida como uma das principais entidades de turismo no Brasil, com crescente força política, a ABAV Nacional está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Sua base é composta por 2,2 mil empresas associadas, entre agências de viagens, operadoras e consolidadoras, que juntas respondem por cerca de 80% de toda a movimentação de vendas do setor no país. A entidade tem sua imagem fortalecida por meio de iniciativas do seu Instituto de Capacitação e Certificação (ICCABAV), na promoção de cursos, palestras, estudos e convênios de cooperação, e na gestão e curadoria da Vila do Saber, o espaço dedicado à difusão do conhecimento e à capacitação profissional integrado à programação da ABAV Expo. Globalmente está integrada à World TravelAgentsAssociation Alliance (WTAAA) e ao Fórum Latino-Americano de Turismo (Folatur). Site: www.abav.com.br

Sobre a ABAV Expo

Realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV Nacional), a ABAV Expo é uma das feiras brasileiras de maior longevidade e considerada a maior e mais importante para o setor de negócios de turismo. O evento contribui de maneira decisiva para a consolidação de acordos entre empresas dos cinco continentes e favorece toda a cadeia produtiva global do turismo, ao atrair a participação massiva de agentes de viagens e outros profissionais do setor, dos mais diversificados nichos de mercado, além de compradores convidados, nacionais e internacionais.

Entre os expositores estão companhias aéreas brasileiras e estrangeiras; os mais expressivos operadores de turismo; empresas de cruzeiros marítimos e de segmentos especializados, como Corporativo, MICE (Meetings, Incentives, Conferences, Exhibitions), Luxo e LGBT; os principais meios e redes de hospedagem; locadoras de veículos; equipamentos turísticos, e fornecedores de soluções de tecnologia voltadas ao setor, além de representações de destinos e órgãos oficiais de turismo. Site: www.abavexpo.com.br

Sobre a Braztoa

A Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) reúne operadoras de turismo, colaboradoras e empresas de representação de produtos e destinos, além de convidados, responsáveis por estimados 90% das viagens organizadas de lazer, comercializados pela cadeia produtiva no Brasil. Em 2018, as operadoras associadas à Braztoa faturaram R$ 13,1 bilhões e embarcaram 6,5 milhões de passageiros durante todo o ano. Essas mesmas empresas geraram um impacto econômico de R$ 11,2 bilhões para a economia nacional, neste mesmo período (quantia que contempla a soma do valor dos pacotes comercializados para destinos nacionais, com o gasto médio diário com extras do turista nos destinos). Site: www.braztoa.com.br

Informação: ABAV Nacional 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel