Assembleia Legislativa

terça-feira, 17 de setembro de 2019

Redução de custos nas viagens

Já pensando nas viagens de fim de ano, a Associação Brasileira de Agências de Viagens de São Paulo (Abav-SP) destaca a importância do planejamento para a redução de custos nos passeios. Com a compra antecipada de passagens aéreas e diárias de hospedagem, que compreendem a maior parcela dos investimentos para quem viaja, o consumidor garante os maiores descontos. A compra de um pacote custa, no mínimo, 30% menos do que a aquisição de cada um dos mesmos itens (transporte, hospedagem e serviços receptivos) individualmente para viagens a lazer. 

Em atenção aos fatos acima e a importância da difusão das informações, indicamos o nome do presidente da Abav-SP, Edmilson Romão, como fonte para pautas sobre a mudança do comportamento do consumidor, redução de custos, a entrada de novos players no mercado, e também o crescimento e perspectivas para o turismo nacional, principalmente, nas próximas altas temporadas.

Experiente e articulado, Edmilson Romão pode discorrer sobre esses conteúdos com o conhecimento e a percepção de quem trabalha em defesa dos agentes de viagens e assume o papel de porta-voz das reivindicações da categoria nos mais representativos foros governamentais brasileiros e internacionais. Empresário e executivo com mais de 25 anos de experiência, o presidente é especialista na indústria de viagens, CEO da L'Equipe Travel Group - com um portfólio que inclui soluções em produtos e serviços em viagens corporativas, FIT, grupos, eventos e incentivos. Sua carreira inclui a gestão operacional, logística e comercial adquirida em Agências de Viagens Corporativas e Eventos, empresas de serviços, abrangendo startup, management, negociação e alianças estratégicas, Formado em Administração e em Turismo, possui MBA em gestão de vendas pela Unip, Pós na FGV em Gestão de Projetos e em Negociação estratégica pelo Insper.

Turismo Nacional 

Apostar no setor de viagens e turismo é uma forma estratégica para conquistar o real desenvolvimento sustentável, como vetor econômico da prosperidade em cidades com a vocação para oferecer serviços diferenciados com excelência de qualidade, como São Paulo e centenas de destinos brasileiros. 

É comum ler em matérias que o turismo exerce impacto em 52 setores da economia. A informação é reconhecida mundialmente. No Brasil, o segmento contribui com a distribuição de renda, promove responsabilidade ambiental, valoriza a diversidade de atrativos naturais e culturais, e é responsável pela geração de empregos e oportunidades de negócios. Basta constatar que o setor é de extrema importância para o PIB brasileiro, tendo sido encarregado pela injeção de US$ 163 bilhões na economia do País em 2017 e pela geração de mais de sete milhões de empregos. Ao todo, o gasto de turistas estrangeiros em 2018 chegou a US$ 5,43 bilhões. 

Segundo o estudo do Ministério do Turismo e da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), cerca de 6,62 milhões de turistas estrangeiros visitaram o território brasileiro em 2018, fortalecendo o turismo receptivo que é comercializado por inúmeras agências de viagens. A Abav Nacional estima que as agências correspondem pelas vendas de 70% das passagens aéreas nacionais; 85% dos lugares nos voos internacionais, que saem do Brasil; 75% dos cruzeiros marítimos e fluviais; 90% dos pacotes turísticos; 60% das reservas de hotéis; e 28% das locações de veículos. Ou seja, representam ao todo, 80% das vendas nacionais.

Estamos à sua inteira disposição, para complementar informações e esclarecer eventuais dúvidas.

Informação: Vitoria Ruano

0 comentários:

Postar um comentário

Fiema

Pousada do Buriti

Yes

Duvel