Assembleia Legislativa

terça-feira, 1 de outubro de 2019
Estão previstas ações de promoção da transformação econômica e cultural por meio de ferramentas de estímulo ao desenvolvimento sustentável dos pequenos negócios locais.


O prefeito de São Luís, Edvaldo Holanda Júnior, e o presidente do Conselho Deliberativo Estadual (CDE) do Sebrae no Maranhão, Raimundo Coelho assinaram nesta terça-feira (01) o contrato de adesão da capital ao programa Cidade Empreendedora, que é um pacote de produtos e serviços do portfólio Sebrae cujo o objetivo é transformar a realidade local do município por meio da implantação de políticas de desenvolvimento voltadas para a área econômica e social, aprimorando o ambiente dos negócios e gerando soluções acessíveis aos empreendedores locais.

“Esta é uma parceria importante para a Prefeitura de São Luís. Com o Cidade Empreendedora, poderemos deixar um legado de ações positivas. Este programa chega em momento muito bom em que estamos colhendo frutos de parcerias que estão transformando toda a cidade”, afirmou o prefeito Edvaldo Holanda Júnior.

Para o presidente do CDE do Sebrae, Raimundo Coelho, o programa Cidade Empreendedora atua na transformação de cultura. “O Cidade Empreendedora, no formato que vamos desenvolver na capital, foca em 33 serviços e produtos do portfólio Sebrae, com o objetivo de criar um ambiente para mudança da cultura pelo empreendedorismo. Algumas ações previstas na parceria já se iniciaram, como o Programa Nacional de Educação Empreendedora, que prepara nossos jovens para a vida empreendedora. Esse é uma vertente importante, mas tem ainda ações em diversas outras áreas”, observou Coelho.    


O Programa Cidade Empreendedora foi idealizado pelo Sebrae e está sendo executado em 12 municípios maranhenses. No país, além do Maranhão, o programa já é desenvolvido nos estados de Santa Catarina – pioneiro na iniciativa – Bahia e Mato Grosso.

Além da capital, aderiram ao programa as prefeituras de Imperatriz, Bacabeira, Colinas, Cururupu, Governador Edson Lobão, Grajaú, Guimarães, Matinha, Pastos Bons, Santa Rita e Vitória do Mearim.

Cidade empreendedora

Por meio de três pacotes de soluções – Essencial, Premium e Ultimate, o Cidade Empreendedora oferece 16, 26 e 33 soluções, respectivamente, que podem ser contratadas pelo poder público, conforme as necessidades dos municípios. As soluções oferecem um atendimento integrado de gestão abrangendo os eixos Desburocratização, Atores do Desenvolvimento, Sala do Empreendedor, Compras Públicas, Educação Empreendedora, Pesquisa e Planejamento Estratégico, Plano de Desenvolvimento Econômico e Mapeamento de Oportunidades. Em todos os municípios participantes, o Sebrae executará todas as soluções previstas para o programa em um período de 18 meses.

“O Cidade Empreendedora congrega uma série de soluções que conduzem e oferecem ao gestor municipal as ferramentas necessárias para desenvolver uma gestão pautada no empreendedorismo, trabalhando desde a Educação Básica, preparando os jovens para o mercado, orientando os empreendedores rurais e urbanos a terem uma geração de renda que lhes dê qualidade de vida, melhorando os indicadores da gestão municipal como o aumento da arrecadação, a queda no índice de desempregos, entre tantos outros benefícios que, futuramente, vão propiciar ao município o desenvolvimento sustentável tão buscado pelos gestores públicos em todo o país”, analisou o diretor superintendente do Sebrae, Albertino Leal Filho.

Entre as ações desenvolvidas pelo Sebrae no município estarão desde a inclusão da temática do empreendedorismo nas escolas da rede municipal à preparação dos pequenos negócios para participarem das compras governamentais. A equipe de secretários e agentes de desenvolvimento também participarão de uma série de programas de desenvolvimento de liderança, inovação, empreendedorismo, entre outras ações.

“Trata-se de um programa do Sebrae que visa estimular ainda mais as políticas públicas e as potencialidades dos municípios que decidem aderir às ações, tendo como diferencial as ferramentas de inovação, gestão e outras áreas de expertise do Sebrae. Certamente, ao final do ciclo teremos municípios fortalecidos social e economicamente”, acredita a gerente da Unidade de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do Sebrae-MA, Cristiane Correa.

De acordo com Albertino Leal, a grande receptividade das prefeituras ao programa fez com que a instituição ampliasse a capacidade de atendimento inicialmente planejada para atender um maior número de municípios.

Muitos outros municípios nos procuraram manifestando interesse em aderir ao programa. Entretanto, precisamos priorizar o atendimento aos 12 municípios que primeiro aderiram à proposta devido a limites orçamentários e de recursos humanos. Precisamos prestar um atendimento excelente para contribuirmos efetivamente com o desenvolvimento sustentável desses municípios e, por isso, já estamos articulando, junto ao Sebrae Nacional, um aporte de recursos que nos possibilite ampliar a capacidade de atendimento para outros territórios ainda no biênio 2019-2020”, completou o diretor superintendente.

Mais informações sobre o Programa Cidade Empreendedora podem ser obtidas na Central de Relacionamento Sebrae 0800 570 0800; na Unidade de Políticas Públicas, na Sede da instituição, em São Luís (telefone: 98 3216-6154) e nas unidades regionais e Núcleos de Atendimento Empresarial no estado. 

Informação: Sebrae / Ernesto Batista

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel