Assembleia Legislativa

segunda-feira, 2 de dezembro de 2019
Durante a realização do 4° Salão do Turismo da Rota das Emoções, que aconteceu na cidade de Parnaíba (PI), Conversamos com o Diretor Técnico do SEBRAE/MA, Mauro Borralho, para entender o nível profissional e a responsabilidade da instituição na contribuição para a melhoria da competitividade do Roteiro, visando à melhoria de qualidade e permanência do turista, assim, conhecemos um pouco mais sobre a parceria entre os estados do Maranhão, Piauí e Ceará, através do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE.


Jornal Cazumbá - 4° Salão do Turismo da Rota das Emoções. O Maranhão presente com sua diversidade de produtos. Como capitalizar dividendos de um evento tão importante?

Mauro Borralho - Turismo é dinâmico! O 4° Salão do Turismo da Rota das Emoções representa tudo isso. E além da questão da integração entre os estados é importante que esse movimento seja contínuo. Cada Estado apresentando as suas competências e seus saberes sua potencialidade. Mas ao mesmo tempo tendo esse olhar, do todo, da integração.

JC - O Maranhão tem alguma particularidade em seu produto, aqui neste evento?

MB - Do produto único que é a Rota das Emoções. Cada estado a exemplo do Maranhão trouxe para o 4° ano do turismo da Rota das Emoções. O artesanato, Cultura, diversidade e sua identidade, mas ao mesmo tempo, é necessário que os três Estados juntos trabalhem a identidade da Rota das Emoções.

JC - Como se dar essa participação?

MB - O Processo feito de uma forma integrada e conjunta compartilhada justamente o que vem acontecendo. Nos últimos 15 anos, esse processo de integração tem permitido que a Rota das Emoções venha ser um sucesso, enquanto produto turístico que está sendo levado para o Brasil.

JC – Como está à procura do Roteiro?

MB - Muitos brasileiros já tiveram oportunidade de conhecer as belezas da Rota das Emoções. O Roteiro, também é destino de turistas de outras nacionalidades têm vindo conhecer esse produto único. Resultados, já vêm sendo apresentados e tem sido bastante satisfatórios.

JC - Quanto a permanência?

MB - As ações têm permitido que os turistas fiquem mais tempo na Rota das Emoções. Essa a questão da permanência. Ela se reverte em ganho econômico, social, mais emprego, mais pessoas envolvidas, com toda essa dinâmica e consequentemente mais recursos financeiro envolvido em todo esse processo.

JC - Essa parceria entre o Sebrae dos três estados tem sido exitosa?

MB - É uma ação que é ampla e complexa. E que exige realmente. A participação de vários atores, o Sebrae se coloca como liderança nesse processo, juntamente com o Ministério do Turismo. Mas é fundamental a participação como vem acontecendo dos demais atores do setor público; secretarias municipais, secretarias estaduais, Governos dos três  Estados.

O um conjunto, somando forças, Realmente fazem da Rota das Emoções um produto turístico, diferenciado. Existente no Brasil, sendo levado para o mundo e as pessoas de fato têm vindo conhecer.

JC- Há 15 anos quando a Rota das Emoções foi implementado, ela foi eleita no “Salão do Turismo Roteiros do Brasil” como melhor roteiro do Brasil. Ainda hoje é o melhor?

MB - Existem muitos desafios! Como a atividade turística e dinâmica, outros lugares dentro do território brasileiro também estão em processo de desenvolvimento, mas acreditamos que ainda é o melhor Roteiro, sim!

JC - Sendo o melhor, é prioritário?

MB - Sim! Posto como uma atividade econômica, com um nível de prioridades. Existem muitos desafios que precisam ser enfrentados. Sejam eles de infraestrutura, de melhoria na qualidade do atendimento aos clientes, ao turista, seja sob ponto de vista da divulgação, da promoção do uso do roteiro. Então são várias ações que estão sendo realizadas, dentro de um plano estruturado de forma estratégica, sendo executado e apresentado ao Brasil e no mundo afora.

JC - Esse processo é contínuo?

MB - Como falei, são vários desafios que precisam ser enfrentados e a gente não pode parar. Tem que ter continuidade.

O 4° Salão do Roteiro da Rota das Emoções, representa essa continuidade. Fizemos três edições do Salão, houve uma parada e agora a gente retoma essa ação. Certamente teremos o quinto, sexto. É importante que esse movimento seja contínuo que faz parte da promoção do roteiro, sobretudo é importante destacar que esses desafios eles precisam ser enfrentados de forma parcelada e conjunta. Classe empresarial, política pública e as empresas do terceiro setor.

Enfim todo um conjunto de uma concertação em prol do desenvolvimento da Rota das Emoções que é esse produto turístico fantástico existente no Brasil.


O Reginaldo Rodrigues do Cazumbá, viajou a Parnaíba (PI), para participar do 4º Salão Roteiros da do Turismo da Rota das Emoções, a convite do Sebrae/MA, tendo suas despesas custeadas por esta Instituição.
Foto: Divulgação  / internet

0 comentários:

Postar um comentário

Fiema

Pousada do Buriti

Yes

Duvel