Assembleia Legislativa

quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Com o objetivo de fortalecer a transparência da ação climática na América Latina e Caribe, em sintonia com o Acordo de Paris, foi promovido nesta terça-feira (20) em Salvador (BA) o workshop “Elaborando oportunidades de aprendizagem entre pares Sul-Sul”.

O evento integrou as atividades da Semana do Clima da América Latina e Caribe e foi organizado pelo Centro de Transparência Climática da ONU Meio Ambiente e pela Aliança PNUMA DTU (Universidade Técnica da Dinamarca), em coordenação com a Iniciativa para a Transparência da Ação Climática (ICAT, em inglês). Oito países da região participaram do workshop: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, México, Panamá e República Dominicana.

O encontro proporcionou espaço para avanços na Cooperação Sul-Sul, bem como para o desenvolvimento de uma agenda comum e o desenho de um caminho conjunto para os países implementarem o Marco Fortalecido de Transparência do Acordo de Paris.


A metodologia do workshop facilitou o intercâmbio de experiências e aprendizados de outros projetos da Iniciativa de Capacitação para a Transparência (CBIT, em inglês) com base nas áreas prioritárias onde os países identificaram oportunidades de cooperação, como: desenvolvimento de indicadores das Contribuições Nacionalmente Determinadas (NDCs, em inglês); desenvolvimento de estratégias de longo prazo para alcançar economias com zero emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050; desenvolvimento de sistemas nacionais para a capacitação em temas de transparência.

Os países da América Latina e Caribe são precursores no desenvolvimento de sistemas de transparência. Peru, Chile, Costa Rica e Argentina são alguns dos países da região que têm avançado na implementação do Marco Fortalecido de Transparência com o apoio do Centro de Transparência, da Iniciativa para a Transparência da Ação Climática e das Iniciativas para a Capacitação para a Transparência.

Três países estão em processo de iniciar a implementação e outros três estão na fase de formulação de seus projetos da CBIT. Todos enfrentam os mesmos desafios para monitorar, relatar e verificar suas ações climáticas e a Cooperação Sul-Sul é uma oportunidade para atingirem esse objetivo.

Informação: Nações Unidas 

0 comentários:

Postar um comentário

Fiema

Pousada do Buriti

Yes

Duvel