Assembleia Legislativa

quarta-feira, 21 de agosto de 2019
Edital vai selecionar e apoiar projetos sindicais em todo Brasil.

SÃO LUÍS – Projetos elaborados por sindicatos da indústria do Maranhão estão concorrendo ao Edital lançado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) de apoio a projetos sindicais 2019-2020. Técnicos da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) com experiência em gestão de projetos se reuniram para selecionar propostas e encaminhá-las para a CNI. Os projetos sindicais relacionados à sustentabilidade financeira e ao desenvolvimento da indústria participarão de seleção nacional do Edital PDA 2019 – 2020. O incentivo prevê apoio financeiro para soluções que gerem valor para as empresas associadas e recursos financeiros e econômicos para retroalimentar a própria atuação sindical. A iniciativa faz parte do Programa de Desenvolvimento Associativo (PDA) da CNI e visa incentivar a execução, pelos sindicatos empresariais da indústria, de projetos que contribuam diretamente para sua sustentabilidade financeira e gerem valor para as indústrias representadas. 

Sindicatos de todo o país elaboraram propostas para submissão ao edital. A CNI realizou uma pré-seleção e as propostas de sindicatos filiados à FIEMA seguiram para etapa estadual. Dos sindicatos maranhenses, participam projetos do Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão (Sinduscon-MA), Sindicato das Indústrias de Malharia e de Confecções de Roupas em geral do Estado do Maranhão (Sindvest-MA) e Sindicato das Indústrias de Metalúrgicas, Mecânica e de Material Elétrico de São Luís (Sindimetal).

“Com projetos bem estruturados, os sindicatos empresariais podem dar novos passos, gerar receitas e beneficiar todas as indústrias representadas”, destacou o superintendente interino da FIEMA, Diogo Lima, em apoio aos sindicatos maranhenses que participaram do edital.

Os projetos vencedores terão 15 meses para executar os projetos. Os sindicatos que participaram do primeiro edital e que não forem classificados poderão aprimorar e escrever os mesmos projetos em janeiro de 2020.

Informação: Fiema 

0 comentários:

Postar um comentário