GOVERNO DO ESTADO DO MA

Assembleia Legislativa do Maranhão

sábado, 17 de dezembro de 2016
A unidade plena do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) - São Luís passou a contar, a partir desta semana, com uma internet de fibra ótica de alta velocidade, resultado de cooperação técnica firmada entre o Governo do Estado e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). A ação, coordenada pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), permite que os professores e estudantes tenham uma internet de alta qualidade para desenvolver suas atividades de ensino e pesquisa. Ao integrar a rede, o Iema, que dispunha até então de apenas 20 megas de internet, passa a dispor de 1 GigaLan, o que é equivalente a 1000 megas.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Jhonatan Almada, destacou que isso é fundamental para o desenvolvimento das atividades, considerando que não é possível desenvolver um projeto educacional inovador sem ter acesso às principais bases de conhecimento que estão disponíveis hoje na internet. Jhonatan Almada explicou que a rede será levada não somente para as unidades plenas do Iema, mas também para as vocacionais. “Toda a rede do Iema está coberta pela cooperação técnica assinada pela RNP”, garantiu o secretário.

Nós assumimos a secretaria e uma das lacunas importantes estava no campo da internet banda larga, porque em todos os estados as secretarias de Ciência e Tecnologia têm uma cooperação técnica com a RNP, que é uma organização social vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, mas no Maranhão nada constava em relação a essa cooperação técnica. “Nós assinamos o termo e passamos a integrar, enquanto instituição, a RNP que atende no Brasil a internet acadêmica que serve às universidades federais, aos institutos federais, às universidades estaduais e, agora no Maranhão, às unidades do Iema”, contou o secretário.

A parceria também representa economia para os cofres do Estado, uma vez que a internet está sendo disponibilizada sem ônus para o governo. Ainda este ano a rede será levada para a Secti, que terá à sua disposição 4 GigaLan. “É um grande ganho tecnológico para o Estado e também em termos de economia. Para ter uma ideia, um GigaLan custa, em média, R$ 380 mil/mês, e como resultado do termo de cooperação está chegando para o estado sem nenhum custo, enfatizou o superintendente de Cidadania Digital e Inovação da Secti, Raimundo Nonato Quirino Fonseca.

Melhor infraestrutura

Com isso o governo acelera a oferta de infraestrutura de alto desempenho para educação e pesquisa e melhora o acesso à internet de alta velocidade da comunidade acadêmica, incluindo centros de pesquisa, faculdades, institutos superiores, hospitais de ensino e centros de educação e pesquisa. O compartilhamento tem como suporte as linhas de transmissão Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf).

Os municípios de São José de Ribamar, Caxias, Imperatriz e Pindaré devem ser os próximos beneficiados. A perspectiva é aumentar a integração entre todas as redes de produção do conhecimento, as instituições de pesquisa e ensino do Nordeste.

Jhonatan Almada enfatizou que isso possibilitará maior comunicação entre as comunidades de pesquisadores, já que se terá de uma rede ligando pesquisadores e instituições, o que facilitará o contato, troca de informações e a formação de redes de pesquisa.

0 comentários:

Postar um comentário

Hotel Pousada do Buriti

Hotel Pousada do Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Cidadão limpeza

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista