Assembleia Legislativa do Maranhão

quinta-feira, 27 de abril de 2017
Como embaixadora do projeto 'Cuidar', que tem foco no fortalecimento da rede de proteção da criança de até 6 anos de idade, a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) realizou nesta terça-feira (25), um encontro com seus colaboradores que têm filhos nessa faixa etária. A área de Responsabilidade Social da empresa convidou a psicóloga Larissa Lacerda e o defensor público Jean Carlos Pereira para falar sobre as diretrizes do projeto 'Cuidar' e como cada um pode fazer a sua parte.

No Maranhão a campanha de mobilização é liderada pela Defensoria Pública do Estado com o objetivo de sensibilizar governos e sociedade para a importância da primeira infância. Segundo a gerente de Responsabilidade Social da EMAP, Deborah Baesse, esta foi só a primeira atividade da EMAP alinhada ao projeto Cuidar, “com o propósito de apresentar o programa e falar sobre o resgate da simplicidade nas relações entre pais e filhos. Nosso próximo passo é realizar um encontro com as pessoas que cuidam dos nossos filhos pequenos quando estamos no trabalho”, afirmou.

Larissa Lacerda apresentou trechos do documentário 'O Começo da Vida', de Estela Renner. O filme mostra que o desenvolvimento de todos os seres humanos baseia-se na combinação da genética com a qualidade dos relacionamentos e do ambiente em que estamos inseridos (disponível no link: http://ocomecodavida.com.br/filme-completo/). Ela demonstrou que o desenvolvimento humano está baseado na relação e na interação entre adultos e crianças, que se completa com o afeto envolvido nessa relação. “Interagir com as crianças é ensinar. Não interagir é negligenciar”, disse.

A gerente de Projetos da EMAP, Alvelinda Sousa, grávida do primeiro filho, recebeu com muita atenção as demonstrações sobre a interação da criança com os pais nesta etapa e o quanto isso se refletirá por toda sua vida. “Eu me senti totalmente privilegiada, pois posso aplicar as orientações dadas antes mesmo da minha pimpolhinha nascer e estendê-las até os seis primeiros anos”, disse. Ela destacou a iniciativa do convite não somente às mães, mas também aos pais, que compareceram em maior número ao encontro.

“Me chamou atenção a reflexão sobre o quanto somos essenciais para o crescimento e aprendizado dos filhos”, disse o engenheiro civil Rudney Sousa, da equipe EMAP. Ele destacou ainda o que aprendeu sobre a necessidade do ‘investimento’, tanto da iniciativa privada, quanto do Estado, na primeira infância para que a sociedade ganhe na redução de violência no futuro. “Eu pensava que esse investimento deveria ocorrer a partir dos 7 anos, quando as crianças realmente entram na vida escolar.

Marco legal

A Defensoria Pública do Estado do Maranhão vem coordenando o projeto 'Cuidar' por meio do Núcleo de Direitos Humanos desde o ano passado. Esse trabalho ganhou força a partir da publicação do Marco Legal da Primeira Infância (Lei 13.257/2016), que cria uma série de programas, serviços e iniciativas voltados à promoção do desenvolvimento integral das crianças desde o nascimento até os seis anos de idade. Ele coloca a criança nessa faixa etária como prioridade no desenvolvimento de programas, na formação dos profissionais e na formulação de políticas públicas.

“O projeto 'Cuidar' não pretende apenas modificar as relações entre pais e filhos, mas dar uma guinada no olhar da sociedade sobre a primeira infância”, explicou Pereira, refletindo sobre a necessidade de transformação desse olhar. “A primeira infância é a base do prédio do desenvolvimento humano, mas o Estado brasileiro investe mais no telhado e muito pouco ainda nessa base”, afirmou.

A proposta é tornar a pauta da primeira infância socialmente relevante e para isso é fundamental que cada cidadão tome a cultura do 'Cuidar' como responsabilidade de todos. “É preciso construir e estimular a pauta do 'Cuidar' em todos os espaços”, destacou o defensor público. Ao final do encontro, ele deixou duas conclusões sobre o assunto para reflexão de todos. O futuro da humanidade começa no presente das nossas crianças e cuidar da criança não é responsabilidade só da mãe e do pai, mas de toda a sociedade: é investimento no desenvolvimento da nação.

Saiba mais

Além da EMAP, o projeto 'Cuidar' possui diversos embaixadores no estado, entre empresas e entidades apoiadoras, como: UNICEF, Plan Internacional, secretarias estaduais e municipais de Educação, Saúde e Assistência Social, Procon, Ministério Público do Estado, Pastoral da Criança, Defensoria Pública da União, OAB-MA, Rede Amiga da Criança, Federação Espírita do Maranhão, Faculdade Pitágoras, Universidade Federal do Maranhão, Universidade Estadual do Maranhão, Hospital Materno Infantil, Fórum Estadual de Educação Infantil, Conselhos Tutelares de São Luís, Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente e escolas comunitárias de São Luís.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista