Assembleia Legislativa do Maranhão

segunda-feira, 9 de outubro de 2017
Após alcançar um público de 45 mil pessoas em 15 municípios maranhenses, o Projeto Mais Cultura e Turismo Teatro segue na estrada, levando o sucesso dos espetáculos Pão com Ovo (Companhia Santa Ignorância) e Os Saltimbancos (Cia Cambalhotas).

A terceira edição será realizada deste sábado (7) até quarta-feira (11), com as atrações percorrendo mais cinco cidades do estado, com promoção do Governo do Maranhão.

“O projeto é importante por ser o primeiro acesso que as pessoas têm ao teatro. São duas apresentações populares, sem linguagem rebuscada. Não que se fosse rebuscada a plateia não fosse compreender, mas ela não tem o hábito”, diz o ator César Boaes, integrante da peça Pão com Ovo e intérprete de Clarisse Milhomem.

“O projeto é especial porque às vezes se estreia aqui em São Luís, mas não temos como mostrar o trabalho para outras cidades, principalmente dentro do nosso estado. Ele é importante por ajudar a circulação dos espetáculos, dos produtos culturais”, acrescenta.

Para Boaes, o Governo vem cumprindo com o papel de levar as condições adequadas para as apresentações culturais nas cidades maranhenses. “É preciso que se leve toda uma estrutura, como palco, luz, som, entre outros, porque as cidades do interior não têm teatro. Se as cidades tivessem teatro, com uma estrutura, a gente poderia maximizar ainda mais orçamento, mas já que não têm, o Governo vem custeando e levando a arte para todos”, reforça.

Vendas e sorrisos

Outra consequência é a movimentação da economia local, mobilizando o comércio e o setor de turismo, que recebe pessoas de municípios vizinhos. “A ação movimenta a cidade inteira, sacudindo a economia. As cidades ficam entupidas depois do espetáculo. Então, os vendedores ambulantes conseguem vender seus produtos, gerando uma cadeia da economia criativa, fora o lazer. Vira um grande ponto de encontro e no outro dia os comentários são muito positivos”, acrescenta Boaes.

Com o espetáculo Saltimbancos, a Companhia Cambalhota – que começou a trabalhar com aniversários no ano de 1997, com circo e boneco – segue com o pé na estrada no Projeto Mais Cultura e Turismo Teatro com 11 profissionais, entre atores e a equipe de produção.

Responsável por marcar a abertura das apresentações com circo e piruetas, a pegada diferente surge com bonecos que chegam a ter 2,10 metros. “São dois manipuladores coordenando cada boneco. Trouxemos a inovação, trabalhando com toda linguagem do teatro de animação. Inserimos o teatro de sombra e máscara, tudo em um só espetáculo”, explica o ator, diretor e proprietário da Companhia Cambalhota, Waldemir Nascimento.

A companhia ganhou proporção e visibilidade em 2012, quando foi chamada para participar de produções de eventos teatrais em empresas. “Todas as nossas ações eram muito direcionadas para empresas e eventos internos. Hoje em dia o espetáculo é autônomo. Temos a caixa cênica, iluminação, tudo é nosso. No total, são 11 profissionais”, conta Waldemir.

“Encantamento”

O artista ressalta ainda a receptividade do público nos municípios que já percorreu com a companhia. “É incrível como as pessoas ficam em estado de encantamento quando olha a gente. Elas querem tocar, para ver como é que funciona. A magia que me causaram quando eu era criança é a mesma que a gente está causando. Não é o espanto, o medo. É uma admiração! Elas sabem que é uma pessoa que está fazendo. Elas querem conhecer. E isso é legal, porque elas não conhecem nosso espetáculo”, conclui.

Nesta terceira edição, são contemplados os municípios de Centro Novo, Pio XII, Peritoró, Vitorino Freire e Passagem Franca. “Todos têm direito aos bens culturais. Com o Mais Cultura e Turismo Teatro, estamos dando mais um passo para a democratização da cultura, por isso esse projeto não pode parar”, diz o secretário de estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino.

Já na primeira edição do programa, realizado durante as férias do mês de julho, foram dez cidades visitadas pela ação cultural: Estreito, Tuntum, Lago da Pedra, Santa Luzia, Santa Helena, Igarapé do Meio, Arari, Anajatuba, Coroatá e Vargem Grande. Em setembro o projeto continuou contemplando outros cinco municípios: Axixá, Miranda do Norte, Timbiras, Brejo e Urbano Santos.

Os espetáculos

A comédia Pão com Ovo, da Santa Ignorância Cia de Artes, encena esquetes com a irreverência das personagens Dijé, Clarice e Zé Maria. A peça mostra o contraste de hábitos e costumes existentes entre uma moradora da periferia e uma alpinista social. Os personagens representam no palco o sotaque e os hábitos típicos dos maranhenses de forma engraçada e descontraída.

Já o espetáculo Os Saltimbancos, da Cia Cambalhotas, promete encantar o público com um musical especialmente produzido para a criançada. A peça narra as aventuras de quatro bichos que se sentem explorados pelos seus donos, e então resolvem fugir para a cidade e tentar a sorte como músicos.

Agenda de apresentações:

Centro Novo (7 de outubro)
Pio XII (8 de outubro)
Vitorino Freire (9 de outubro)
Peritoró (10 de outubro)
Passagem Franco (11 de outubro)

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada Buriti

Pousada Buriti
Barreirinhas- Maranhão

Rádio Timbira

Intervenção no transito de São Luís

Yes

Posseidon Hotel Ltda

DUVEL

DUVEL
CALHAU AV. DOS HOLANDESES, QUADRA 29, Nº08, RETORNO DO CALHAU - CALHAU TELEFONE: (98) 2108-3000

Colégio Batista

Colégio Batista