segunda-feira, 19 de novembro de 2018
Contação de histórias, teatro e outras atividades voltadas para as crianças foram o atrativo na programação da FeliS deste fim de semana; evento realizado pela gestão do prefeito Edivaldo prossegue até o dia 25 de novembro no Multicenter Sebrae com programação gratuita


A 12ª Feira do Livro de São Luís tem programação para todas as idades. Fomentar a cadeia produtiva do livro e formar novos leitores são alguns de seus objetivos, por isso destina uma série de atividades voltadas para o público infantil, incentivando desde a infância o gosto pela leitura. O evento é uma realização da Prefeitura de São Luís, sendo a sexta edição organizada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, por meio das secretarias de cultura (Secult) e educação (Semed), correalização do Serviço Social do Comércio (Sesc) e Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae).

O Palco FeliS recebe a cada uma hora espetáculos infantis e contação de história. Na programação, o espetáculo infantil 'Gasmarzinho e os Guardiães da Natureza', do grupo Gasmar, além das contação de histórias: Estação Era Uma vez, com o grupo Xama Teatro, Eu conto e você encanta, com Rosana Fernandes, e Cantarolando Contos, com Camila Reis do grupo Laborarte.

Ainda para o público infantil, o Cine FeliS exibirá durante todos os dias de evento filmes e documentários para a criançada, das 14h às 18h, com os curtas: "Lipe, o vovô e o monstro", de Felippe Steffns e Carlos Mateus, "Meu tio que me disse", de Vanusa Angelina Ferlin, "O melhor som do mundo", de Pedro Paulo de Andrade, "O menino do dente de ouro", de Rodrigo Sena e "Astrogildo e a Astronave", de Edson Bastos.

"A Feira também tem um direcionamento para o público infantil por ser um espaço de muita integração, um evento com o foco no conhecimento. Seguindo orientação do prefeito Edivaldo a programação do evento tem varias atividades voltadas para este público. Precisamos formar leitores desde a infância, estamos atentos a formação de cada um e com um tratamento diferenciado para cada público que recebemos", ressaltou o secretário municipal de Cultura, Marlon Botão.

Os Espaços Criança Semed I e II, para Educação Infantil e Ensino Fundamental, contempla o público de 3 a 14 anos. No local as crianças participam de contação de história e oficina de contação. No Espaço Ler & Conhecer, as crianças conferiram a contação de história do livro "O gatinho que não sabia miar", de Natinho Costa Fênix, e a oficina de leitura em voz alta (aplicada à aprendizagem ativa da criança) do livro "As aventuras de Pedrinho e de sua turma no Jardim dos Sonhos", de Francinete Braga.


O Espaço Sesc de Leituras e o Carro BiblioSesc funcionam das 10h às 19h com programação voltada para o público infantil, com atividade de leitura, leitura individual e coletiva (compartilhada), narração de histórias, atividade "conte e pinte", desenho e ilustração. Os visitantes também fazem fila para conhecer o Planetário e viajar pela galáxia.

O Auditório Graça Aranha, além das principais conferências da 12ª FeliS, também tem programação para as crianças todas as tardes. Neste sábado, segundo dia de evento, teve o espetáculo circense "Um dia de Clown, com Gilson Cesar, e as contação de histórias "Lendas Indígenas" e "Abayomi conta história", com o grupo Tapete Criações Cênicas.

A contadora de histórias Gisele Vasconcelos destacou que a literatura oral permite uma melhor aceitação nessa primeira fase da vida. "As crianças têm acesso ao livro a partir da narração de contos e histórias, isso estimula e incentiva a busca pela leitura", disse. As professoras Luíza Araújo e Jane de Oliveira prestigiaram o segundo dia de Feira e observaram a programação infantil, elogiaram o espaço e a programação.

CONVIDADOS NACIONAIS

No sábado (17), a FeliS recebeu os escritores Eduardo Jardim (RJ) e Giovani Martins (RJ), no Café Literário. Com mediação de Flaviano Menezes, o primeiro falou sobre "Graça Aranha e o Brasil modernista de 1922", apresentando o patrono e sua filosofia. "É uma satisfação voltar a São Luís, ainda mais para falar em uma Feira de Livro sobre o patrono Graça Aranha. Ele tinha uma filosofia de ação, que exige grande esforço para resgatar a integração a partir de três eixos, a metafísica, a física e a social/política. Graça Aranha refletia o Brasil a luz desta integração e buscou reconstruir a formação do seu país considerando a fusão das duas raças, chegando a 'Alma Brasileira'", contou o filósofo Eduardo Jardim.


Já Geovani Martins (RJ), falou sobre 'Literatura e Cidadania no Brasil', com mediação de Fernando Abreu. O jovem escritor de 26 anos nasceu em Bangu e hoje é morador do Vidigal, já atuou como "homem-placa", atendente de lanchonete, garçom em bufê infantil e em barraca de praia. Ele não esperava ser escritor, quando foi revelado pela Flup - a Festa Literária das Periferias, em 2013. O sol na cabeça (2018), da editora Companhia das Letras, que reúne 13 contos, é seu livro de estreia, já teve os direitos vendidos para nove países e vai virar filme.

Martins afirma que o papel do artista é desenvolver o pensamento crítico e a empatia e compartilha a relação entre sua obra e o tema da 12ª FeliS. "Meu livro está ligado à temática 'A Brasilidade na Cultura Contemporânea', tema da Feira, porque pensa esses muitos brasis que se apresentam através da linguagem, costumes e da nossa cultura. A minha expectativa em participar da FeliS é a melhor possível. Eu sempre sonhei em conhecer o Maranhão e poder falar aqui do meu trabalho para pessoas que se interessam por ele é melhor ainda", revela.

PROGRAMAÇÃO


A Feira SLZ Preta é uma das novidades deste ano na Feira do Livro e foi aberta oficialmente neste sábado (17), com uma Ritualística de Abertura com o Babalorixá Vodunon Airton Gouveia, seguida da Roda de Conversa "Desafios da Educação anti racista e democrática", com os debatedores Prof. Dr. Carlos Benedito Rodrigues, Profª Mestranda Luanda Martins Campos (PPGEED/UFMA) e mediação da Profª Áurea Borges.

Outra novidade desta edição é o Auditório Punga dos Saberes com programação de cultura popular. Neste sábado (17) recebeu a Roda de Memórias e Depoimentos "Michol Carvalho nas Trilhas da Cultura Popular: ressignificando o tradicional no Contemporâneo", com Alba Carvalho, Lúcia Lobato, Francisco Padilha, Elisene Matos e Flávia de Menezes. A programação do Palco Principal ficou por conta de J J Garcês - Instrumental e apresentação de Dança Árabe, além da intervenção 'O Realejo', de Gilson Cesar e a performance poética 'Palavras Perambulantes', da Cia Nhá Caboca.

Na Casa do Escritor foram lançados os livros 'A menina da Saia Rosa', de Elilene Araújo, 'O Autismo na Literatura Infantil', de Sharlene Serra, 'Por trás do Véu: o Drama da Violência Conjugal', de Adriana Bezerra Silva, 'Mar de Areias', de Elizeu Cardoso, 'Zona de Desconforto', de Lindevania Martins, e 'O Melhor Cálice, Poesia', de Eneida Cristinna. Já o Espaço Mulher realizou a roda de conversa União Brasileira de Mulheres (UBM), com mediação da Coordenadoria Municipal da Mulher, Exposição de vídeos e bate papo, com mediação da Secretaria de Estado da Mulher (Semu).

No Espaço Juventude teve Exposição de Artesanato produzidos pelos adolescentes da Funac, Cine Jovem "Juventude e Direito à Cidade" - ICE/MA, Oficina Gênero e Sexualidade - (Projeto Viva Melhor Sabendo Jovem/UNICEF/SOLEVIDA e Diálogo Jovem Políticas Públicas e acesso às Oportunidades, com os convidados da Mapa Educação, Fórum Municipal de Juventude (FMJ), Coordenadoria Municipal de Juventude (COMJUV), Conselho Municipal de Juventude (Comjovem), Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e Rede Amiga da Criança. Também teve o Encontro com Leitores com o tema "Por que Conversar Sobre Livros?", com mediação de Fernanda Araújo (Clube do Livro Maranhão). Além disso, o espaço recebeu o projeto Literatura Marginal: Intervenções Literárias entre Poetas invisíveis e a Roda de Conversa "ECA: Direito ou Dever?" com os técnicos da Escola de Socioeducação do Maranhão.

O Espaço Sebrae recebe doações de livros todos os dias, das 10h às 22h. Neste sábado foi realizado o Quiz Empresarial, um jogo educativo que trabalha empreendedorismo de forma lúdica, e Atendimento Empresarial para Formalização do Micro Empreendedor Individual e seus benefícios; Orientações sobre o que é Micro Empreendedor Individual; Orientações sobre Declaração Anual; Orientações sobre Legislação; Informações sobre capacitações para o MEI e Micro Empresas. O Espaço também está com a Exposição Memorial Sebrae - Exposição de livros antigos que fazem parte da história do Sebrae-MA, Exposição de escolas que participaram do Programa Nacional de Educação Empreendedora.

O público também conferiu a oficina "Contação de Histórias como recurso criativo para educação cultural", ministrada por André Lobão, produtor cultural, arteterapeuta e contador de histórias, e Tamara Marques, empreendedora criativa, produtora cultural e contadora de histórias. Das 16h às 18h, o Espaço recebeu a Conversa Afinada "Do livro às redes sociais: caminhos interativos para criação", com Carlos Igor - produtor cultural e escritor, e as escritoras Maria Eduarda e Déa Alhadeff. Finalizando o dia neste estande teve o Cine Sebrae.

SAIBA MAIS


A 12ª edição da Feira do Livro de São Luís (FeliS) acontece de 16 a 25 de novembro, no Multicenter Sebrae, das 10h às 22h. Este ano traz como tema 'A Brasilidade na Cultura Contemporânea' e o Patrono é Graça Aranha, escritor maranhense considerado um dos articuladores do movimento que renovou a literatura e a cultura brasileira: A Semana de Arte Moderna.

A programação é toda gratuita e conta com mais de 500 atividades, dentre elas 22 escritores nacionais convidados, lançamentos de livros, palestras, rodas de conversa, mesa redonda e conferências, seminários, plenárias, sessões de cinema, bate-papo literário, workshop, oficinas e minicursos, intervenções artísticas, espetáculos teatrais, performances poéticas, contações de histórias, apresentações culturais, exposições, pocket shows e visita de escritores a escolas da rede pública.

O maior evento cultural e de fomento à leitura do Estado é uma realização da Prefeitura de São Luís, por meio das secretarias de cultura (Secult) e educação (Semed), correalização do Serviço Social do Comércio (Sesc) e Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas do Maranhão (Sebrae), conta com patrocínio da Vale e Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), apoio do Governo do Maranhão, Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Universidade Estadual do Maranhão (Uema), Associação dos Livreiros do Maranhão (Alem) e empresa Potiguar. A programação completa pode ser acessada em www.feiradolivrodesaoluis.com.br.

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel