Prefeitura de São Luís

Assembleia Legislativa

segunda-feira, 18 de março de 2019

Com parte de uma agenda de eventos para este ano, a Casa de Cultura Josué Montello realizou, na noite desta sexta-feira (15), programação especial com lançamento de livro e abertura de exposição marcando ainda o encerramento da semana do bibliotecário, que comemorou seu dia na última terça-feira (12).

Uma das atrações da noite foi o lançamento do segundo volume da coletânea de crônicas de Josué Montello (Escritores Maranhenses: 1966-1993). O livro tem 57 crônicas sobre escritores maranhenses, como Gonçalves Dias, Artur Azevedo, Sousândrade, Odylo Costa Filho, Nauro Machado, entre outros.

“Lendo as crônicas a gente percebe o grande amor que Josué Montello tinha pelo Maranhão, ele se preocupava em dar visibilidade aos escritores maranhenses, ele gostava de incentivar a literatura”, comentou o escritor José Ewerton, que prefaciou o livro.

Para a diretora da Casa de Cultura, Joseane Souza, o propósito de preservar o trabalho de Josué Montello vem motivando o trabalho de toda a equipe. “As crônicas foram cuidadosamente selecionadas e juntas mostram um panorama da visão que Montello tinha da literatura maranhense”, destaca.

Durante o evento a CCJM fez doação de 50 exemplares do livro para o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas, 50 para a secretaria de Educação (bibliotecas escolares), 18 para Universidade Estadual (UEMA) e Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA), e academias de letras.

A bibliotecária Vanda França disse que há várias razões para ler Josué Montello. “Lendo Josué Montello, a gente conhece o dia a dia do maranhense, ele nos remete aos nossos costumes, o texto é envolvente, temos diversos gêneros, romance, crônicas, os personagens são inesquecíveis e ele elevou a literatura maranhense sendo um dos maiores escritores do país”, ressaltou.

Exposição

A noite contou ainda com a abertura da exposição “A nova aparência do lixo’, do artesão, escultor e escritor Antônio Melo. A exposição fica aberta até o dia 15 de abril na Casa Josué Montello, Rua das Hortas, 327, centro de São Luís.

A exposição integra programação do ‘CCJM Recebe’, que tem por objetivo realizar uma série de encontros literários durante o ano. Esta é a segunda edição do projeto que começou em janeiro com o encontro Literatura Mútua, da jornalista Talita Guimarães.

São 37 obras produzidas a partir de sucatas, engrenagens, peças de bicicletas, impressoras, torneiras, mouse, teclados de computadores, ferros elétricos, fios de cobre, alumínio, plásticos e diversos objetos retirados do lixo.

Antônio Melo é maranhense, marceneiro aposentado, artesão, escultor e membro da Academia de Luminense de Paço do Lumiar. Para ele, é uma grande satisfação mostrar seu trabalho. “As pessoas ficam curiosas, perguntam como se deu a criação, ficam admiradas”, destaca.

É autor da peça ‘O Violeiro’, premiada no 1º Concurso de Arte Consciente com o tema “Sons do Brasil”, promovido pela Mega Artesanal 2009 WR São Paulo.

Fonte: ma.gov.br 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel