Assembleia Legislativa

São João do Maranhão 2019

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Implementar ações voltadas para práticas de turismo histórico, cultural e patrimonial e gerar renda para moradores do bairro da Madre Deus, esse é o objetivo do Roteiro Turístico que está sendo criado para esse bairro. O secretário de Turismo, Catulé Junior, percorreu as ruas do bairro nesta semana, juntamente com técnicos, ponderando quais medidas serão necessárias para implementar o roteiro aos visitantes da capital maranhense.

“Este roteiro é uma das ações que o Governo do Estado tem como prioridade, e está sendo alinhado um planejamento estratégico para o turismo, possibilitando que nossos turistas aproveitem melhor a história e as memórias do bairro da Madre Deus. Pretendemos fechar e lançar o roteiro nos próximos meses, incentivando as atividades econômicas, culturais, históricas, religiosas e gastronômicas do local”, explica o secretário de Turismo.

O Planejamento do Roteiro Turístico da Madre Deus conta com técnicos de diversas áreas para garantir a qualidade e o mérito estratégico do processo de incentivo ao turismo. Incluindo a melhoria na infraestrutura, qualificação profissional, dos serviços e do empreendedorismo.

“Com esse roteiro, vamos fazer com que a Madre Deus seja um produto do destino turístico no nosso estado, informando tudo o que existe no local que possa ser aproveitado pelos visitantes como opções turísticas, sejam produtos e serviços, além de eventos e atrações culturais”, comenta o superintendente de Qualificação Profissional da Setur, Fernando Campelo, ao relacionar outros pontos que o projeto abrange: “temos ainda a identidade local e regional, qualificação de mão de obra local, além da qualidade de vida da população da região, meio ambiente e comunidade, onde iremos estimular o desenvolvimento sustentável da atividade e sinalização turística”, conclui.

Segundo José Alencar, artesão que trabalha com reciclagem e morador da Madre Deus, o roteiro será muito importante para o bairro. “O roteiro turístico da Madre Deus vai oportunizar a comunidade porque irá abranger muitos outros artistas locais, será uma maneira de mostrar ao turista quanto é rica nossa cultura”, disse Alencar.

A técnicos da Setur estão mobilizando esforços para que sejam criados mais roteiros pensando nos meses de férias, oferecendo à comunidade residente em São Luís e aos visitantes, oportunidades de lazer e cultura, mostrando o artesanato, a culinária típica maranhense, a riqueza e diversidade cultural, além de oportunizar renda para a comunidade local. Para isso, pretende iniciar um trabalho de mobilização do trade turístico, e vai propor atrativos para a Madre Deus como maneira de desenvolver a localidade.

O bairro conhecido como berço cultural inicialmente seguirá o roteiro, que contemplará o Ceprama, Capela de São Pedro, Largo de São Sebastião, Largo do Caroçudo, Casa Barrica, Beco do Burco, Praça da Saudade, Casa de Minas.

Madre Deus, Berço Cultural Maranhense

Madre Deus é um bairro residencial localizado na cidade de São Luís, capital do estado do Maranhão, conhecido como bairro da cultura maranhense, palco de diversas manifestações culturais, por causa das atividades artísticas lá existentes. A Madre Deus foi autenticada em projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa do Maranhão como Patrimônio Cultural e Imaterial do estado.

Recentemente, o bairro ganhou reformas das sedes do bloco tradicional carnavalesco Os Feras e do Boi da Madre Deus, realizados pelo Governo do Estado. As reformas fazem parte do projeto de revitalização dos espaços de cultura da Madre Deus, com o objetivo de integrar ao bairro roteiro turístico, modalidade onde o turista, visando integrar o roteiro turístico de experiência, modalidade onde o turista tem a oportunidade de vivenciar as tradições da região com roteiros que aliam experiências históricas, culturais e gastronômicas de cada região.

Ceprama

O Ceprama ocupa o prédio da antiga Companhia de Fiação e Tecidos de Cânhamo, no bairro da Madre Deus, em São Luís. Nele funciona uma feira permanente de artesanato típico. Nos estandes são comercializados produtos em fibra de buriti, azulejaria, vime, fibra de tucum, em chifre, especiarias, madeira e cerâmica, além de bebidas regionais.

Capela de São Pedro

Milhares de pessoas amanhecem todos os anos no largo da Capela de São Pedro, no bairro da Madre Deus, em São Luís, lugar que recebe o tradicional encontro de grupos de bumba meu boi. A festa que reúne cultura e religiosidade deve receber ao longo do dia mais de 100 grupos, que vão ao local para pedir bênçãos e agradecer ao santo padroeiro dos pescadores.

Largo de São Sebastião

Todos os anos, no mês de janeiro é organizado, há mais de 20 anos, uma procissão que é uma promessa da família Moraes, originária da Madre Deus, para homenagear o mártir pelas suas ações de coragem e fidelidade ao Cristianismo.

Largo do Caroçudo

Local onde tradicionalmente ocorrem as festas de rua populares de Carnaval e São João no Bairro da Madre Deus.

Casa Barrica

Em formato de teatro de arena, a “Casa de Arte Barrica”, no chão da Madre Deus, bairro cultural de São Luís, de onde irradia sua proposta de políticas culturais, sua arte, suas criações, suas luzes estrelares, seus sonhos e encantos. Tem ainda como espetáculos o carnavalesco Bicho-Terra, o Auto de Natal, a quaresma Natalina da Paixão e o Maranhão de Festejos, musical síntese de todas as suas produções artísticas, concebidas com a direção de José Pereira Godão e a comunidade cultural do bairro.

Praça da Saudade

Localizada entre a Rua do Norte e a Rua do Passeio, antigamente era denominada praça do Campo Santo, depois mais tarde foi chamada de Praça do Gavião, ao passar por algumas reformas executadas pelo prefeito Antonio Bayma. Também é chamada de praça do Cemitério por estar situada em frente ao mais tradicional Cemitério da cidade, o Cemitério do Gavião. No início da década de 1930, de acordo com lei municipal nº 461 de 26 de agosto de 1930, teve seu nome mudado para Praça da Saudade. Essa praça se caracteriza por ser um dos mais importantes locais de concentração e apresentação de grupos juninos e carnavalescos.

Casa de Minas

A Casa das Minas é um templo de tambor de mina localizado na Rua de São Pantaleão, fundada em meados do século XIX, por uma mulher africana chamada Maria Jesuína, possui uma tradição matriarcal, ou seja, só é governada por mulheres e somente mulheres podem serem possuídas pelos voduns. Encontra-se tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Fonte: ma.gov.br 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel