Assembleia Legislativa

quarta-feira, 25 de setembro de 2019
Isenção de vistos e estratégias para crescimento do setor estiveram em pauta no encontro realizado nesta quarta (25)

O primeiro dia da 47ª ABAV Expo Internacional de Turismo e 52º Encontro Comercial Braztoa foi marcado por uma série de eventos oficiais, entre eles, uma coletiva de imprensa para debater os principais assuntos do setor. O encontro contou com a presença de Magda Nassar, presidente da ABAV Nacional, Marcelo Álvaro Antônio, ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, secretário do Turismo do Estado de São Paulo, Roberto Haro Nedelciu, presidente da Braztoa, e jornalistas de todo o Brasil que cobrem a feira.

Magda Nassar enalteceu a grandiosidade do turismo no mundo e no Brasil, e a importância da ABAV Expo: "enquanto a economia cresce 0,4% e o volume de serviços cresce 0,8%, no Brasil, o turismo registrou crescimento de 3,2% de janeiro a julho deste ano*. É o setor que mais cresce mês a mês. Apenas em julho, US$ 598 bilhões foram injetados na nossa economia* com gastos de turistas estrangeiros, representando um aumento de 43,4%", destacou.

Já a ABAV Expo, maior evento de turismo da América Latina, já soma número recorde de visitantes: mais de 26 mil registrados até o primeiro dia da feira e 2 mil marcas expositoras. "Temos destinos nacionais e internacionais de peso e marcas muito importantes conosco", comentou.

O ministro do Turismo falou sobre o que é necessário para o crescimento do setor no país. "Grécia, Portugal e México são exemplos de países que recuperaram suas economias com investimento em turismo", e reforçou que desburocratização de processos e reformas tributária e fiscal são pontos a serem revistos para uma concorrência mais leal no setor.

Representante do destino anfitrião da ABAV Expo 2019, Vinicius Lummertz comentou sobre o programa ‘São Paulo Pra Todos’, do governo do Estado, e os esforços das autoridades para desenvolverem o destino turístico. "Já somamos, desde o começo da gestão, 499 novas frequências semanais no Estado e seis novos aeroportos no interior. Até o fim do ano, chegaremos a dez aeroportos em funcionamento", comemorou. O secretário também fez um importante alerta: "O turismo cresce mais que a economia do Brasil e isso deveria representar uma mudança nas estratégias do país".

Roberto Haro Nedelciu, presidente da Braztoa, aproveitou o encontro com a imprensa para comentar três novidades da associação. "A primeira é a Black Friday de Viagens, aqui na ABAV Expo, com 500 pacotes formatados exclusivamente por operadores da Braztoa e vendidos por agências associadas à ABAV", celebrou. A segunda informação foi sobre o já consagrado Prêmio de Sustentabilidade Braztoa. A entidade recebeu número recorde de 180 inscrições, os cases finalistas já foram selecionados e os vencedores serão anunciados em cerimônia de premiação em novembro, na cidade de Canela, no Rio Grande do Sul. Por fim, o presidente anunciou que já foram definidas duas Experiências Braztoa em 2020: em junho, no Maranhão, e em agosto, em Minas Gerais.

As autoridades e representantes de entidades presentes também falaram sobre a isenção de visto para cidadãos dos Estados Unidos, Canadá, Japão e Austrália e a falta de reciprocidade para os viajantes brasileiros. "Há seis anos, o Brasil estava na lista de possíveis candidatos para a isenção de vistos dos Estados Unidos e, por uma série de critérios, não conseguiu. Mas a perda não é nossa, do Brasil, e sim, deles. São eles que deixam de receber nossos turistas e divisas vindas das viagens. Com essas dificuldades, muitos viajantes escolhem outros destinos", explicou Magda. O ministro do Turismo concordou e disse que o governo brasileiro não podia aguardar a reciprocidade para isentar os viajantes estrangeiros. "Os turistas vindos de outros países gastaram 43% a mais, de janeiro a julho deste ano, do que no mesmo período do ano passado. Eu escolho a nossa economia girando a reciprocidade", enfatizou.

*Dados WTTC

Sobre a ABAV Nacional
Reconhecida como uma das principais entidades de turismo no Brasil, com crescente força política, a ABAV Nacional está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Sua base é composta por 2,2 mil empresas associadas, entre agências de viagens, operadoras e consolidadoras, que juntas respondem por cerca de 80% de toda a movimentação de vendas do setor no país. A entidade tem sua imagem fortalecida por meio de iniciativas do seu Instituto de Capacitação e Certificação (ICCABAV), na promoção de cursos, palestras, estudos e convênios de cooperação, e na gestão e curadoria da Vila do Saber, o espaço dedicado à difusão do conhecimento e à capacitação profissional integrado à programação da ABAV Expo. Globalmente está integrada à World TravelAgentsAssociation Alliance (WTAAA) e ao Fórum Latino-Americano de Turismo (Folatur). Site: www.abav.com.br

Sobre a ABAV Expo
Realizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV Nacional), a ABAV Expo é uma das feiras brasileiras de maior longevidade e considerada a maior e mais importante para o setor de negócios de turismo. O evento contribui de maneira decisiva para a consolidação de acordos entre empresas dos cinco continentes e favorece toda a cadeia produtiva global do turismo, ao atrair a participação massiva de agentes de viagens e outros profissionais do setor, dos mais diversificados nichos de mercado, além de compradores convidados, nacionais e internacionais.
Entre os expositores estão companhias aéreas brasileiras e estrangeiras; os mais expressivos operadores de turismo; empresas de cruzeiros marítimos e de segmentos especializados, como Corporativo, MICE (Meetings, Incentives, Conferences, Exhibitions), Luxo e LGBT; os principais meios e redes de hospedagem; locadoras de veículos; equipamentos turísticos, e fornecedores de soluções de tecnologia voltadas ao setor, além de representações de destinos e órgãos oficiais de turismo. 

Sobre a Braztoa
A Braztoa (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo) reúne operadoras de turismo, colaboradoras e empresas de representação de produtos e destinos, além de convidados,
responsáveis por estimados 90% das viagens organizadas de lazer, comercializados pela cadeia produtiva no Brasil. Em 2018, as operadoras associadas à Braztoa faturaram R$ 13,1 bilhões e embarcaram 6,5 milhões de passageiros durante todo o ano. Essas mesmas empresas geraram um impacto econômico de R$ 11,2 bilhões para a economia nacional, neste mesmo período (quantia que contempla a soma do valor dos pacotes comercializados para destinos nacionais, com o gasto médio diário com extras do turista nos destinos). 

Informação: ABAV Nacional 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel