Assembleia Legislativa

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Moderno, tecnológico, arrojado e inovador. O Terminal do Cujupe, em Alcântara, foi todo reconstruído e transformado em um novo ponto de transporte. Servindo a quem viaja de São Luís a municípios das regiões da Baixada Maranhense, Gurupi, Alto Turi e Litoral Ocidental, o terminal se tornou multimodal. Além da estação marítima, passa a contar com o transporte rodoviário, tornando mais dinâmica a logística de viagens via ferryboat.

A nova estrutura foi padronizada e possui espaços com designer arrojado. Oferece diversos serviços para atender os mais de 1,8 milhão de passageiros que circulam no terminal anualmente. O macroprojeto, executado pelo Governo do Estado e entregue à população na última semana, foi apresentado à imprensa maranhense, durante visita técnica, nesta segunda-feira (30). Esta é a primeira grande revitalização do terminal, após mais de duas décadas.

O terminal está oferecendo mais conforto e segurança aos usuários, na avaliação do presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago. “Houve uma total mudança. Tínhamos uma estrutura precária e, agora, o Maranhão conta com um terminal integrativo, agregando uma série de serviços e organizado com padronização. Não é apenas um terminal de passageiros, mas um espaço integrador de negócios e serviços, com vocação turística e favorecendo diversas atividades de forma sustentável”.

A imprensa conheceu os 17,2 mil metros quadrados de área construída e revitalizada – mais que o dobro do antigo terminal de passageiros. A obra para reestruturação do terminal foi orçada em R$ 13,5 milhões. O novo projeto reordenou o fluxo de veículos, separando embarque e desembarque de passageiros. Uma das novidades é a instalação de uma farmácia no terminal.

Gleycinete Alves, 23 anos, é atendente na farmácia e avaliou a importância deste serviço no local. “Muitas pessoas que desembarcavam aqui precisavam de medicamentos, mas não conseguiam. Tinham que ir longe, a outros municípios. Certamente, era um serviço necessário para quem está de viagem e quem vive aqui também”, disse.

O secretário de Estado de Comunicação e Articulação Política, Rodrigo Lago, disse que o novo terminal é um divisor de águas no cenário do transporte de ferryboat no Maranhão. “É uma grande mudança que vai elevar a qualidade dos serviços oferecidos aos passageiros que transitam pelo local, se configurando como espaço de mais dignidade para a população que mora na Baixada”.


Os boxes para o comércio de lanches e refeições foram padronizados e os vendedores informais treinados para trabalhar no novo ambiente e integrados em uma cooperativa. Assim, passam de informais a arrendatários. “Sem esse apoio eu não teria como conseguir tudo que está aqui. Está organizado, bonito e agora a gente pode dizer que aqui é o cartão postal do Cujupe”, enfatizou a vendedora de refeições Rita de Cássia, 48 anos. Ela é uma das contempladas com um dos 48 boxes construídos e equipados com geladeira, chapa, armário de cozinha, lixeira, estufa, fogão elétrico e outros equipamentos, garantidos pela Emap.

Na área de suporte ao usuário estão os guichês para venda de passagens, banheiros com fraldário, hall equipado com monitores de TV e displays que divulgam informações dos horários de viagens. No novo terminal foi instalada uma unidade do Viva Procon e um Centro de Atendimento ao Turista (CAT); passarelas cobertas; amplo estacionamento; praça de alimentação; palco para apresentações culturais; uma Companhia de Polícia Militar; sistema de câmera; e wi-fi gratuito.

O Terminal do Cujupe recebe, por ano, cerca de 1,8 milhão de passageiros, aproximadamente quatro mil por dia. Nos perídios de feriados, o fluxo pode chegar a 16 mil. Por ano, cerca de 330 mil veículos circulam no local.

Acompanharam a visita o presidente da Emap, Ted Lago; secretário de Comunicação e Assuntos Políticos, Rodrigo Lago; diretor de Relações Institucionais da Emap, Marcelo Coelho; diretor da Rádio Timbira, Robson Paz; dentre outros gestores do Governo do Estado, incluindo diretorias da Emap e terminal.

Multimodalidade

Ao Terminal do Cujupe será integrado ainda o Expresso Metropolitano que vai possibilitar o roteiro do aeroporto, rodoviária e Terminal Ponta da Espera. Ao fazer o cruzamento ao Cujupe, o passageiro utiliza o transporte expresso. Com a integração, o município de Pinheiro e cidades adjacentes foram incluídas no roteiro. O transporte alternativo nestes trechos foi regulamentado para atender à demanda de passageiros. A estrutura será construída pela Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB).

Reconhecimento

As ações integrativas do Terminal do Cujupe incluem a criação do projeto Desenvolvimento Local, para beneficiar moradores da região que têm no espaço seu meio de trabalho e geração de renda.

A iniciativa recebeu dois prêmios nacionais, sendo o primeiro lugar no Prêmio de Responsabilidade Socioambiental, concedido pela revista Portos e Navios, a mais importante publicação do setor portuário no país; e o prêmio Ser Humano Oswaldo Checchia, na modalidade Gestão de Pessoas – Sustentabilidade, setor público, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos Seccional Maranhão (ABRH-MA).

Informação: MA.gov 

0 comentários:

Postar um comentário

Pousada do Buriti

Yes

Duvel